Carregando aguarde...
Itapira, 25 de Janeiro de 2020
Artigo
29/04/2014 | José Carlos Barbieni: Credibilidade: Difícil conseguir, fácil de perder!
Olá a todos, mais considerações sobre a Mídia: A Credibilidade.
Em qual meio de comunicação você acredita mais, no rádio, na televisão, nos jornais, na internet ou nos comentários do dia a dia, feitos por pessoas que você conhece?
 Se escolher algum, pode estar incorrendo em erro, pois uma “meia verdade” pode ser falada, escrita e até mesmo montada em imagens que podem não refletir a total realidade de um fato, o ideal é acreditar naquilo que se possa confirmar, afinal, nada é realmente verdade até que você confirme ser.
 O meio pelo qual uma notícia ou opinião se propaga não é garantia da veracidade ou de total autenticidade dos relatos, sempre se pode, como se diz, “Puxar a brasa para a sua sardinha” e nesse contexto, fugir da televisão para procurar informação em sites da internet sem ligar o desconfiômentro vai dar no mesmo.
Uma das tarefas mais complexas é garantir que os meios de comunicação sejam independentes e comprometidos somente com a verdade dos fatos, pois, sempre haverá a sombra de algum tipo de controle como o poder econômico, poder político, crenças religiosas e porque não, simples interesse pessoal mesmo.
O valor e poder da verdade são imensos, mas nem por isso seu uso é consenso entre as pessoas, bastando ler um provérbio Chinês muito interessante que diz: “toda verdade tem três versões, a minha, a sua e a verdadeira”, e não por acaso, a primeira vítima das guerras e situações de conflito, seja justamente a verdade.
Se usar somente a verdade, nada mais que a verdade parece complicado, surge então uma quarta definição para a verdade, ou seja, a verdade “Que interessa”.
Quem costuma assistir aos telejornais em mais de uma emissora, deve ter notado como a notícia varia de tom de uma emissora para outra, podendo até mesmo nos levar a mudança de opinião sobre o fato devido a algum detalhe a mais ou a menos, que não compromete a veracidade do fato, mas pode transformar a notícia numa “meia verdade”.
A “meia verdade” não compromete a notícia ou quem a divulga, pois convenhamos, ela não é uma mentira, mas para a construção da credibilidade, a verdade deve ser o objetivo sempre, tanto para aquele que oferece uma informação, quanto para quem a procura, uma vez que, não é raro encontrar pessoas que só aceitam a verdade que lhes interessa.
Acredite em mim, é melhor não acreditar no que eu escrevo e tirar a limpo sempre, pois, somente assim toda informação e opinião passarão pelo maior revisor de todos... Você!
 
A todos, muita Paz, Saúde e Prosperidade!
José Carlos Barbieni – Serralheiro- Técnico em informática
Técnico em administração na Etec “João Maria Stevanatto”- Itapira-SP

E-mail: Jkarlosbarbieni@gmail.com 

Fonte: José Carlos Barbieni

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Outros artigos de José Carlos Barbieni
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

475 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2020 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções