Carregando aguarde...
Itapira, 27 de Janeiro de 2020
Artigo
03/04/2012 | José Carlos Barbieni: Os Chineses esão chegando!!!

Olá a todos, Saber que não sei, já é saber alguma coisa!
Vamos lá escrever a 2ª parte sobre economia!
Você entra em qualquer uma dessas lojas de 1,99 e dá de cara com gôndolas cheias de produtos chineses, e entre os eletrônicos e brinquedos, eles são quase 100 %, o que nem sempre foi assim, já que no passado a importação era proibida, como chegou a esse ponto?
Não sei se motivada pela alta carga tributária ou elevados encargos trabalhistas, a indústria Brasileira quase sempre optou por produzir produtos de alto custo, ganhando mais sem precisar produzir tanto e, portanto sem a necessidade de grandes investimentos em produção.
Desta feita tínhamos brinquedos caros como Ferrorama, Autorama, bonecos em tamanho grande da Xuxa, Angélica, do falcom, enfim, quem quisesse (E pudesse) ter um brinquedo mais elaborado, a pilha, com luzes e sons, precisaria pagar mais, porém essa realidade começou a mudar com advento dessas lojas de 1,99 que viraram coqueluche do real, oferecendo brinquedos a pilha, com controle remoto e outros, a preços sem concorrência para a indústria nacional
Vemos a China como algo perverso, onde se morre de tanto trabalhar, onde o cidadão não existe e tudo é em nome do Estado, mas para os Chineses, queremos ganhar muito e trabalhar pouco, vivemos mais preocupados com banalidades do que em trabalhar, mais interessados em ter crédito que ter poder de compra.
Se o objetivo for o estado e seu “engrandecimento”, o modelo chinês parece perfeito, mas se o objetivo for o cidadão, a liberdade de escolha, os direitos e garantias individuais, penso que bastaria aperfeiçoar nossa Democracia.
Qual a lição deste post, se é que tem alguma? Uma Frase: “Os Chineses estão chegando!!!”
O exemplo da indústria de brinquedos serve bem para a indústria automobilística que também nunca se preocupou muito em oferecer alternativas melhores ao consumidor Brasileiro, sempre quis produzir carros caros ganhando muito; Quem deu o pontapé inicial para mudar isso tudo foi Ex-Presidente Itamar franco, quando teve a idéia de sugerir o reinicio da fabricação do velho e ultrapassado Fusca, e só depois disso é que as montadoras acordaram para o mercado até então ignorado.
È certo que ao contrário dos brinquedos, a indústria automobilística que é toda multinacional, sempre foi muito bem tratada pelo governo Brasileiro, ganhando assim mais fôlego para enfrentar a “invasão” Chinesa, mas tal qual foi para a indústria de brinquedos, já pode ser tarde para o setor automobilístico.
Especialmente as indústrias de brinquedos, calçados e tecidos, acabaram pagando caro pela “cegueira” do estado, dos políticos, dos empresários e sindicatos, que perdidos em seus próprios interesses e vaidades, não enxergam a necessidade de modernizar o parque industrial brasileiro, as relações trabalhistas, a carga tributária e a convivência entre capital e trabalho, que deveriam ser parceiros e não inimigos, só nos resta ver qual será o próximo setor a ser engolido pelos Chineses.
José Carlos Barbieni                  jkarlosbarbieni@gmail.com.br           
 

Fonte: José Carlos Barbieni

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Outros artigos de José Carlos Barbieni
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

708 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2020 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções