Carregando aguarde...
Itapira, 25 de Janeiro de 2020
Artigo
21/04/2012 | José Carlos Barbieni: Os sete pecados Capitais
Olá a todos, mais um texto para reflexão.
Você conhece os sete pecados capitais? Lembra-se deles? Se não se lembra ai vai a lista acompanhada das sete virtudes, que são o contraponto aos sete pecados:
Pecados:
 1- Gula  2- Avareza   3- Soberba   4- luxúria  5- Preguiça  6- ira  7- Inveja    
Virtudes: 
1- Temperança  2- Generosidade 3- Humildade  4- Castidade  5- Disciplina 6- paciência
7- Caridade
 
Os sete pecados capitais foram enumerados no século Vl, pelo papa São Gregório Magno, que foi papa entre os anos 540 e 604, mas na minha modesta opinião, faltou incluir como pecado a Traição e como virtude a Fidelidade.
 
Vamos falar da “Gula”, que logo já nos lembra comer demais, exagerar na quantidade daquilo que se come. E se analisarmos que a obesidade começa a se tornar uma epidemia, está se pecando e muito na “Gula”; O Problema é que o ser Humano é o único animal deste planeta que descobriu no ato de se alimentar, não só sua fonte de subsistência, mas também de prazer, não justifica comer demais, mas face ao estresse da vida moderna, explica o fato de muitas pessoas transferirem para a comida o prazer que de alguma forma lhes falta.
 
É bom destacar que ninguém é obeso porque quer, e na grande maioria das vezes não pode ser considerado culpado pela obesidade, que depende de vários fatores e não só da alimentação, bem como lembrar que a Gula, é um Pecado no Cristianismo e dependendo da cultura, comer muito não é errado. 
 
Talvez a instituição da gula como pecado, visasse aos egoístas da época que se fartavam de comida, enquanto a fome assolava a outros (não muito diferente de hoje); Se a “GULA” for encarada como desejo de ter cada vez mais, a Cobiça é uma variante da gula praticada pela Humanidade, já que sempre há pessoas insatisfeitas com o que já tem. O contraponto da Gula é a Temperança, que como o próprio nome denota, sugere ter um comportamento temperado pela razão, controle de desejos e estabelecimento de limites nas ações do dia a dia.
 
Qualquer pessoa que se preze por uma vida mais regrada, em geral tem mais benefícios para si próprio do que alguém que aja por impulso ou desejo imediatista. Tudo o que é demais, não é saudável, remédio demais pode matar, Amor que se transforma em obsessão e até mesmo o Dinheiro, que nos corrompe. Certa vez uma jornalista perguntou ao ator Antônio Fagundes o segredo da felicidade, no que ele respondeu:
“Não se gabar demais do que se tem, nem reclamar demais do que não tem”
 
Posso dizer que quando comer um lanche ou uma pizza, o farei sem culpa, pois não faço regime (Nem tento!) e tudo o que como, é fruto do meu trabalho.
No próximo post escreverei o que penso sobre a Avareza e a Generosidade, e você o que pensa?
 
Saúde e Paz a todos.               Jkarlosbarbieni@gmail.com
Fonte: José Carlos Barbieni

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Outros artigos de José Carlos Barbieni
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

444 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2020 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções