Carregando aguarde...
Itapira, 28 de Janeiro de 2020
Artigo
13/06/2012 | José Carlos Barbieni: Ronaldinho Gaúcho - Parte 2
Olá de novo, hoje vou escrever a parte final do caso do Ronaldinho Gaúcho.
No post anterior escrevi sobre a indenização de quarenta milhões, pedida pelos advogados de Ronaldinho gaúcho ao Flamengo a título de salários atrasados e multas talvez.
Um valor que para a maioria dos Brasileiros, só ganhando na Mega-Sena acumulada, e ainda por cima precisa acumular várias vezes, mas enfim... Se for este o valor pleiteado, deve estar de acordo com os débitos do clube, portanto, dentro de parâmetros legais.
Agora para refletir um pouco, se este valor está sendo cobrado, é porque se presume que o clube DEVA e tenha como pagar tal valor, tendo em vista que o jogador  havia sido contratado por algo em torno de um milhão por mês (Já pensou o quanto é isso todo mês na sua conta??).
Muito embora a maioria dos jogadores Brasileiros não ganhe vultosos salários, não é segredo pra ninguém que nos grandes clubes os salários são altos sim, e ai vem a pergunta... Já que os clubes sempre dão um jeito de pagar esses altos salários, porque na hora de acertar suas contas com a previdência e com a receita eles precisaram da criação da loteria Timemania???
E, diga-se de passagem, que essa dívida aumentou mesmo com a loteria, e hoje gira em torno de Um Bilhão e Novecentos Milhões só em impostos, e no geral a dívida chega a Quatro Bilhões de reais, a Timemania resolveu alguma coisa? Creio que não!
Tem se a impressão que não há nada de errado em criar formas de ajudar os clubes de futebol, mas também fica a impressão que estamos ajudando aqueles que só beneficiam uns poucos privilegiados com altos salários e cartolas que às vezes enriquecem a custa do clube, enquanto que por outro lado, muito pouco se oferece aos empresários, aos agricultores, principalmente os pequenos, que carregam o Brasil nas costas enfrentando a dura concorrência com os importados, os altos custos trabalhistas e tributários, bem como as dificuldades de mercado.
Aos clubes de futebol, a ajuda que “Precisam” para saldar suas dívidas, enquanto que aos empresários, sobra serem chamados de sonegadores e enfrentar o rigor das leis, qualquer empresário que tenha precisado negociar na justiça do trabalho sabe bem o que é isso; Não bastasse a Timemania, a loteria esportiva, agora se pretende liberar apostas via Internet como forma de uma ajuda “extra”.
No contraponto do meu argumento, há que se lembrar que qualquer que seja o tipo de jogo criado, não importando sua finalidade, JOGA QUEM QUER, e nesse caso abre a possibilidade dos clubes terem mais uma ajuda para saldar suas dívidas, e claro, do estado receber seus impostos.
Aparentemente todo mundo ganha, inclusive o apostador, mas não estaria o estado Brasileiro agindo com aquele pai que aumenta a mesada justamente do filho mais inconseqüente, mais irresponsável? Os clubes têm algo a oferecer em troca desse benefício, ou vão continuar contratando jogadores a peso de ouro, contando com alguma outra loteria mais a frente?
O Brasil é Pentacampeão mundial de Futebol... E daí?? Não faz a menor diferença na minha ou na sua vida, mas aos que perdem seu emprego, quando uma fábrica fecha as portas não suportando mais os custos para se trabalhar no Brasil, faz toda diferença.
Não é errado ajudar os clubes de futebol, errado é não ajudar o resto que trabalha!
Muita saúde, Paz e Prosperidade a todos!!
José Carlos Barbieni 

Serralheiro e técnico em informática pela Etec Itapira                         Jkarlosbarbieni@gmail.com 

Fonte: José Carlos Barbieni

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Outros artigos de José Carlos Barbieni
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

669 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2020 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções