Carregando aguarde...
Itapira, 27 de Outubro de 2020
Artigo
07/09/2015 | Júnior Marcati : Crime digital: até as prefeituras sofre com os ataques...

 A prefeitura de Guaranésia, cidade localizada no sul de Minas Gerais, sofreu um ataque que paralisou diversos serviços administrativos. O ataque realizado por Crackers, especialistas em crimes digitais, funciona como um sequestro digital dos arquivos que ficam em servidores ou máquinas. Como forma de recompensa eles solicitam um valor de 3 mil dólares para liberar os arquivos da máquina.

O ataque funciona da seguinte forma: o vírus pode ser instalado a partir de qualquer máquina da rede, ele identifica qual é o servidor e espalha o vírus, após dominar o servidor, onde ficam os arquivos mais importantes, ele criptografa as pastas e arquivos com uma senha de 180 caracteres, senha esta que demoraria um tempo incalculável para ser descoberta. Como as pastas e arquivos estão com senha, impossibilita o uso e a leitura dos arquivos, após isso, uma mensagem é enviada pedindo o resgate em troca da senha criada, como forma de “incentivo” os criminoso enviam um arquivo que existia nas pastas provando que eles realmente estão com os arquivos.

Será que este tipo de ataque está distante de Itapira? Só as prefeituras podem ser atingidas? A resposta, lamentavelmente, é não!
 
Este tipo de vírus é desenvolvido para funcionar de maneira randômica, ou seja, ele fica solto na internet, nos e-mails e redes sociais para atrair as “presas” e quando encontra alguém vulnerável o suficiente para ser aplicado ele entra em ação sem nenhum critério. Esse golpe já foi aplicado em Itapira e na região. Depois de analisar o problema de forma minuciosa, para aumentar a segurança das empresas contratantes, concluímos que é inviável a tentativa de recuperação dos arquivos afetados, justamente pelo nível de dificuldade que os Crackers aplicam na senha de criptografia.
 
Como se proteger desse crime? A melhor forma é não esperar que ele aconteça! A instalação de um firewall (filtro que impede a entrada de invasores em sua rede) é o primeiro item essencial para a proteção. Também é muito importante a proteção do servidor em que os arquivos ficam hospedados e, principalmente, um backup eficaz dos arquivos da rede. Atenção: backup e não cópia em HD externo.
 
Recomenda-se a contratação de uma empresa responsável e com conhecimento em segurança da informação. A MAPPRE possui profissionais experientes, certificados para garantir proteção diária às redes de pequeno ou de grande porte.
Nenhuma empresa deve esperar que o pior aconteça. Entre em contato com a Mappre pelo telefone: (19) 3813.2472 ou pelo site: www.mappre.com.br e proteja a única coisa que faz sua empresa ser única: a informação.
Fonte: Júnior Marcati

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Outros artigos de Júnior Marcati
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

837 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2020 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções