Carregando aguarde...
Itapira, 20 de Setembro de 2020
Artigo
07/04/2014 | Sandro Belli : Dormir com animais de estimação na cama

 

Assunto polêmico e controverso. Todos já ouvimos falar que dormir com animais pode fazer mal à saúde dos humanos, e a grande maioria de médicos e veterinários concorda com essa afirmação. Mas também, humanos podem transmitir algumas doenças aos não humanos, resultantes de bactérias, fungos e vírus. E a boca de um cão pode ter menos bactérias e germes do que a boca de um humano.
 
Segundo a literatura : Há várias doenças que podem passar do homem para o animal e do animal para o homem – como exemplo são: raiva, brucelose, listeriose, salmonelose, tuberculose, leishmaniose, etc.. Nessas duas últimas, para a transmissão, basta o animal lamber a saliva de um humano infectado ou um mosquito palha picar uma pessoa doente e depois picar um animal. Esse elo de possibilidades existe com relação a outras doenças. Tudo depende do equilíbrio imunológico. Da mesma forma, afirma-se que cães podem ter menos bactérias na boca do que seres humanos, dependendo do caso: Há raças de animais com predisposição à formação de tártaro (placa bacteriana), como o yorkshire, coker, lhasa apso, etc., que necessitam de escovação diária dos dentes e uso de ração específica, para evitar a formação do tártaro. Mas, de uma forma geral, apenas a escovação semanal já basta para o combate às bactérias da boca do animal. E de acordo com as pesquisas, as bactérias e outros germes sediados na boca, constituem a principal fonte de infecção do organismo . Porém, pela conformação e disposição da arcada dentária, o animal tende a acumular menos detritos nos dentes, e isso ocasiona menos desenvolvimento bacteriano.
 
Pode parecer esquisito que algumas pessoas gostem de dormir com seu bicho, mas esse comportamento,  atualmente, é muito comum. Dados da pesquisa Radar Pet, realizada em 2012 pela Comac (Comissão de Animais de Companhia), do Sindan (Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal), em sete capitais brasileiras, mostrou que no Brasil 55% dos cães dormem dentro de casa. De acordo com a mesma pesquisa Radar Pet, 23% dos cães dormem no quarto dos donos. Outros 12% têm dormitório só para eles. Há ainda 11% que dormem na sala e 9% ficam no banheiro ou lavanderia. Nos EUA, 60% dos lares têm animais de estimação (americanos gastam mais dinheiro em comida de cão do que em comida de bebê). Desse total, cerca de 78 milhões são cães e 86 milhões são gatos e, segundo o American Pet Products Association, quase metade dos cães dormem nas camas de seus donos, sendo que 62% dos donos de cachorros pequenos dormem com o animal e 32% das pessoas que têm animais maiores admitiram dormir com o bicho.
 
As vantagens em conviver com um animal são inegáveis, e essa convivência traz ganhos para a saúde física e psicológica dos seres humanos. Segundo Marty Becker, médico veterinário , autor de “O Poder Curativo dos Bichos”: “por meio de um relacionamento íntimo com nossos animais, despertamos em nós características poderosas como lealdade, amor, instinto e jovialidade”.
Os animais oferecem companhia e amor, sem as exigências dos seres humanos, além de aceitarem seus donos sem nenhum julgamento. Os benefícios, em termos de saúde física e/ou mental, resultantes do convívio entre humanos e bichos têm sido relatados em pesquisas científicas.
Fonte: Sandro Belli

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Outros artigos de Sandro Belli
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

1101 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2020 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções