Carregando aguarde...
Itapira, 20 de Setembro de 2020
Artigo
31/08/2014 | Valeria Vassoler: Baixa umidade do ar causa doenças respiratórias e resseca a pele

Em boa parte do território brasileiro, inverno e verão têm características claras e opostas. Enquanto o verão é quente e chuvoso, o inverno, que vivemos no momento, é frio e, principalmente, muito seco.

 
A baixa umidade do ar provoca uma série de incômodos. Além de ressecara a pele, ele favorece o surgimento de doenças respiratórias, assim como o frio. Os cuidados que devemos ter na proteção contra o tempo seco foram o tema do Bem Estar nesta terça-feira (14), com a participação da dermatologista Márcia Purceli e da otorrinolaringologista Tanit Sanchez.
 
Como enfrentar o tempo seco?
 
-Vaporizadores: para aliviar o ressecamento das vias respiratórias, ou a velha toalha molhada e bacias com água.
 
-Ingestão de líquidos: beber bastante água principalmente para quem pratica exercícios físicos. Vale também utilizar soro fisiológico para lavar o nariz e os olhos.
 
-Evite utilizar o ar-condicionado.Mas no trânsito parado é melhor fechar os vidros e ligar o ar-condicionado, pois a fumaça dos carros é mais prejudicial.
 
-Mantenha a casa limpa, livre de poeiras. Quem é alérgico deve evitar cobertores que soltam pelos. Deve-se lavar e secar ao sol mantas, cobertores e blusas de lã que estavam guardadas.
 
-Evite banhos quentes e demorados, no ar seco a tendência é o ressecamento da pele;
 
A baixa umidade do ar resseca as vias aéreas e compromete a proteção natural do nariz, que é feita por uma secreção líquida que reveste a região. Isso facilita a entrada de vírus e bactérias – que já se proliferam mais com a temperatura mais baixa – e deixa o corpo mais vulnerável.
 
O tempo seco também dificulta a dispersão de poluentes. Desde poeira até a poluição que sai dos automóveis, passando por ácaros e fungos, ficam suspensos no ar e podem ser inalados, o que favorece problemas respiratórios e infecções. Quem tem alergia fica bem mais exposto a esses agentes.
 
Uma consequência comum dessas infecções e alergias é a rinite, uma inflamação da mucosa do nariz. Nesses casos, o corpo passa a produzir mais coriza, o que obstrui a passagem do ar e deixa o nariz escorrendo. A irritação da mucosa também pode gerar sangramento no nariz.
 
Outra reação comum é a asma, que se manifesta nos pulmões. Durante as crises, ocorre uma inflamação das vias aéreas dentro do corpo. Os brônquios, que levam o ar até os pulmões, ficam mais estreitos, o que dificulta a respiração.
 
Crianças, idosos e pessoas que já têm alguma doença respiratória são os grupos mais vulneráveis aos problemas impostos pelo ar seco e precisam redobrar os cuidados nesta época.
 
A pele também sofre com a baixa umidade, principalmente nas extremidades aonde chega pouca gordura, como é o caso dos pés, dos cotovelos e das mãos. Hidratantes podem recuperar a pele ressecada – sempre preste atenção e use o tipo mais apropriado à sua característica de pele. Também é possível prevenir o problema – beber bastante água deixa a pele hidratada de dentro para fora.
 
A boca também tende a ficar ressecada, porque tem menos queratina – uma substância que tem a função de proteger a pele – que as demais regiões do corpo. Passar saliva nos lábios não adiante, e também não se deve retirar pele seca nem cutucar casquinhas, o que pode agravar
Fonte: Valeria Vassoler

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Outros artigos de Valeria Vassoler
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

1093 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2020 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções