Carregando aguarde...
Itapira, 29 de Outubro de 2020
Notícia
25/01/2015 | Edson Elias de Oliveira: Bela manhã, lindo dia!

22 Graças ao grande amor do SENHOR é que não somos consumidos, pois as suas misericórdias são inesgotáveis.

23 Renovam-se cada manhã; grande é a sua fideli­dade! (Lamentações 2: 22,23)

Cada manhã, Deus prepara uma surpresa para nós. Cada manhã se parece com o abrir das cortinas de um espetáculo.

Quando se abriram as cortinas hoje, vimos luzes, cores, formas e sons.

Ao abrir a cortina amanhã, pode ser que haja pouca luz, a cor seja uma só, pode ser que não vejamos formas e o som seja de gotas de chuvas caindo!

Todos os dias são assim: não sabemos o que nos reserva. Podemos parabenizar a Deus pelo espetáculo de cada manhã, que nunca se repete, e revela o poder criador, sem saber o que nos reserva o dia de hoje. Podemos agradecer, pois percebemos Deus nas luzes, nas cores, formas e sons, no decorrer do dia; seja o dia brilhante, iluminado, colorido como foi ontem.

Há muitos dias assim em nossas vidas, na verdade a maioria. Há dias especiais em que as luzes se intensifi­cam e as cores se multiplicam, dias assim acontecem, mas são a minoria. Mas um dia de chuva, tenebroso, escuro, melancólico também ocorre; dia de dor, de tristeza, de perda, pode até ser dia de horror!

Estes em especial podemos agradecer, pois são poucos dias assim, mas até deles necessitamos para aprender sobre a fragilidade humana e a dependência de Deus.

Em todos os dias devemos agradecer. Aguçando nossa sensibilidade, vamos perceber que sejam bons ou maus os dias, Deus renova o Seu cuidado para co­nosco e nos cerca de atenção.

Para receber de Deus maior cuidado, basta a cada manhã dedicar-lhe o seu coração.

Seja um espetáculo de luz, seja um dia escuro de chuva, Deus quer protegê-lo em Suas mãos

Quando eu comecei a perceber que em um sorriso poderia estar a paixão, eu passei a entender o quão fragil somos diante de algumas situações.

Tem sorriso que devasta a nossa mente, de tão bonito que é. Assim também, tem olhares que nos enforcam de tanto brilho e intensidade que nos reflete.

É impossível desviar o foco quando tudo começa a nos envolver, mesmo quando queremos. É sim, inevitável.

Inevitável olhar, desviar, fingir que não perce­beu. E ah, enquanto isso o nosso coração samba de alegria. Pulsa forte de tanta confusão. E sabe o que a gente faz, em vez de evitar a queda num abismo chamado “apaixonar”? Isso mesmo, ninguém evita. Todo mundo se joga, se precipita.

Fonte: Edson Elias de Oliveira

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Veja Também
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

905 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2020 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções