Carregando aguarde...
Itapira, 29 de Fevereiro de 2020
Notícia
02/01/2020 | Luiz Santos: Luz das Nações

O Calendário Cristão traz para a reflexão e como motivo do louvor da Igreja, a Solenidade da Epifania do Senhor. Esta é uma das mais antigas festas conhecidas da história da Igreja. O episódio evangélico dos magos conduzidos pela estrela ao encontro de Jesus dá o contexto da celebração. Os magos do oriente prefiguram o encontro das nações gentílicas com o Messias, vindo dos Judeus, para ser a luz do mundo, a luz das nações. É uma festa cristológica porque proclama Cristo como o Salvador desejado pelas nações. É uma festa missiológica porque revela a natureza da Igreja, prefigurada na estrela, conduzir as nações ao Senhorio de Cristo. Celebrar a Epifania dá a comunidade dos discípulos um sentido muito vivido de sua missão, levar todos os homens indistintamente a conhecerem o amor de Jesus Cristo. Os novos movimentos migratórios da humanidade têm provocado uma diáspora de povos e etnias como nunca antes na história. Não restam dúvidas do mover de Deus vencendo as barreiras impostas por Satanás através de falsas religiões e sistemas políticos ateus. O Senhor tem “empurrado” homens e mulheres para transporem barreiras geográficas, culturais e linguísticas para dar à Igreja a oportunidade de apresentarem Cristo e seu Evangelho. Esta apresentação deve ser preparada pela demonstração de amor em forma de ministérios criativos e transformadores de acolhida, alimentação, proteção, asseguramento direitos e inserção social. Demonstrar interesse, importar-se de maneira sensível e concreta é um dos meios mais eficazes para testemunhar Cristo por meio da proclamação. Todos os dias chegam às nossas cidades refugiados de guerra, perseguição ou crise política, gente fugindo da miséria ou buscando melhor colocação na vida. São Sírios, Africanos, Chineses, Venezuelanos, Bolivianos e migrantes de várias localidades do Brasil. Nossas comunidades precisam estar preparadas, conscientes e decididas em colocar-se ao encontro dessas realidades missionárias. A celebração da Epifania ajuda a Igreja no processo de descentralização de sua vida e estrutura e nos faz a todos pensar no que estão do lado de fora, a caminho, nas periferias existenciais buscando para si uma “estrela-guia”. Em nossas liturgias públicas e em nossos momentos de oração comunitários deve haver um tempo dedicado à intercessão pelos povos não alcançados ou minimamente alcançados. As nossas orações, não obstante a nossa distância, energizam a dinâmica da vida da igreja e é fonte de misteriosa, porém real consolação e encorajamento dos crentes que devem perseverar em meio as tribulações. A consciência de que milhares de nossos irmãos que confessam a Cristo em outra língua, com outros signos culturais e em condições de penúria e dor, tem de necessariamente confrontar o nosso cristianismo por vezes aburguesado, superficial, sem compromisso e ensimesmado. Olhar porta a fora do templo pode levar-nos a descobrir um campo fértil, branco, pronto para a colheita, esperando pelos ceifeiros. As nações estão prontas. Seus sistemas religiosos sem Cristo não respondem às questões mais profundas da existência. Seus livros sagrados e seus rituais não dão coerência, consistência e nem razoabilidade para a vida. As ideologias políticas no fundo se parecem mais do que as aparências nos deixam ver, e no centro dessa semelhança, estão o desprezo por Deus, o amor desmedido pelo poder, a autonomia moral e claro, o aprisionamento do coração pelos bens desse mundo. A humanidade está doente, cansada e buscando um rumo, um caminho que a leve para quem possa dar-lhe descanso, vida, sentido e paz. Somente a Igreja pode apresentar às nações, o que pode devolver ao mundo a alegria perdida no Éden, Jesus Cristo, O Senhor. Que as nossas comunidades se preparem para o decisivo encontro com as nações e que Cristo seja encontrado habitando e reinando em nós.

Reverendo Luiz Fernando é Pastor na Igreja Presbiteriana Central de Itapira

Fonte: Luiz Santos

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Veja Também
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

294 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2020 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções