Carregando aguarde...
Itapira, 20 de Fevereiro de 2020
Notícia
16/06/2012 | Nino Marcatti: Você sabe com quem está falando?

 

Todo mundo sabe! O ser humano se distingue dos outros animais viventes deste mundo pela capacidade intelectual: a inteligência formal e criativa. O Homem é o único animal que tem consciência axiológica, racionalidade, faculdade para avaliar e optar por uma ação. Os outros animais não tem noção da própria existência e não consideram o futuro. Vivem a realidade do momento e tocam suas vidas, naturalmente. A capacidade intelectual dá aos seres humanos poderes especiais sobre os demais componentes deste planeta. Usamos e abusamos.
 
Nossa inteligência mostra-se limitante ao desprezarmos ou desrespeitarmos os seres, animados ou não, vitais à dinâmica cotidiana. O que não dizer daquela inteligência que se superioriza em relação às demais?
 
O educador e filósofo Mário Sérgio Cortella, em uma de suas palestras, depois de relacionar a afirmação de Aristóteles “o Homem é um animal racional” com a de Fernando Pessoa “O Homem é um cadáver adiado”, disse que o Universo, segundo a ciência, surgiu a quinze bilhões de anos e concentrou matéria e energia nas estrelas para formar as galáxias.
 
Calcula-se que esse Universo contenha duzentos bilhões de galáxias. Uma delas, a nossa Via Láctea, com aproximadamente cem bilhões de estrelas e o nosso Sol, o grande responsável pelo sistema que abriga o nosso planeta: a Terra. Cortella pergunta: “Então o que é a Terra?” E responde: “a Terra é um planetinha que gira em torno do Sol, que nada mais é do que uma estrelinha entre cem bilhões de estrelas compondo uma galáxia, a Via Láctea, entre mais de duzentos bilhões de galáxias.” Para Ironizar: “vejam como nós somos importantes! Tem pessoas que pensam que Deus fez tudo isso só para que elas existissem. E ainda tem gente que pensa ainda pior, pois acha que Deus fez tudo isso para elas, com o dinheiro que elas detêm, o sotaque que elas usam, a religião que elas praticam, o cargo que elas ocupam, a cor da pele que elas têm...”  E continuou: “vivem na Terra cerca de três milhões de espécies diferentes classificadas. No meio delas, a nossa espécie: o Homo Sapiens. 
 
Cortella, então, chama a atenção. “Vejam! A espécie humana é uma entre as três milhões classificadas num planeta que gira em torno do Sol, que nada mais é que uma estrelinha entre outras cem bilhões de estrelas compondo uma única galáxia, a Via Láctea, entre mais de duzentos bilhões de galáxias. E dentro desse planeta, aproximadamente, sete bilhões de indivíduos: eu, você! Então, quem é você? Quem sou eu? Quem sou eu para achar que o único modo de fazer as coisas é como eu faço, que o único lugar bom pra nascer foi onde eu nasci, que a minha religião é a melhor de todas... Sabe quem és tu? Tu és o vice-treco do sub-troço!” Ao terminar o raciocínio, Mário Sérgio Cortella sugere que sempre que alguém disser algo como: “você sabe com quem está falando?” Devemos emendar: “você tem tempo? Senta aqui que vou tentar explicar!”
 
Nesta semana, as principais revistas científicas do mundo, como Nature e PLoS, publicaram os resultados do Projeto do Microbioma Humano realizado pelos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos, que envolveu oitenta instituições de pesquisa multidisciplinar e durou cinco anos. Foram mapeados dezoito lugares diferentes do corpo quanto à diversidade dos micróbios, determinando que um corpo humano adulto e saudável abriga dez vezes mais micróbios do que células. Quer dizer, o conjunto humano, propriamente dito, equivale a dez por cento do corpo, o resto, micróbios!
 
Antes que alguém queira expulsar os trilhões de micróbios que carrega para onde vai, todos os dias, esclareço: por mais insignificantes e nojentos que eles possam transparecer, são essenciais às nossas vidas. Deixe-os ali, pelo amor de Deus. Talvez, no futuro, sejam tão ou mais importantes do que as nossas próprias células e ajudem a medicina a solucionar problemas, ainda, não resolvidos. Aí, quem sabe, a definição de Cortella, que sintetiza o que nós somos de verdade no Universo, passaria a ser “vice-treco do sub-troço microbiano”.
 
Somos todos iguais! 
 
Fonte: Nino Marcatti

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Veja Também
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

366 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2020 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções