Carregando aguarde...
Itapira, 14 de Julho de 2020
Notícia
22/09/2011 | São Paulo empata com o Corinthians. Dorme líder.

Com cinco minutos de partida, Julio Cesar já havia feito duas vezes complicadas, ambas com jogadas nas costas de Leandro Castán, que mostrou não ter cacoete de lateral e sempre ia marcar no miolo da área, deixando sempre Casemiro ou Piris livre na beirada do campo. Willian, nesta quarta-feira aberto pela esquerda, passou mais útil marcando Piris do que o contrário.

Para completar a festa da maioria são-paulina no Morumbi, Cícero ainda deu um chapéu em Alessandro. Lance que fez o Corinthians entender que não poderia só se defender no clássico. Emerson, que se virava como um meia para buscar a bola, fixou-se na direita e chamou Paulinho para ajudá-lo a ocupar o lado direito do ataque corintiano, até então vazio.

A novidade valeu logo um escanteio que Rogério Ceni desviou mal e quase terminou em gol de Emerson. O Timão, enfim, conseguia passar do meio-campo e, tentando prevalecer na posse de bola facilitada por erros dos anfitriões na saída da defesa, passou a trocar passes com tranquilidade. Mas não entendeu que, ao respirar, deu o que o Tricolor mais queria: espaço para contra-atacar.

Bastava um passe errado para que ao menos dois jogadores vestindo branco passassem nas costas de um que vestia preto. Aos 29 minutos, por contusão de Leandro Castán, o Corinthians teve dois laterais em campo com a entrada de Fábio Santos, mas isso não foi suficiente para diminuir a confusão defensiva dos comandados de Tite.

Wallace deixou o cenário claro ao deixar a bola nos pés de Dagoberto, aos 32 minutos. Sorte dele que Lucas, na sequência do lance, chutou fraco nas mãos de Julio Cesar. Mas a jogada acendeu o alerta nos colegas de meio-campo, que passaram a fazer faltas para evitar o perigoso mano a mano entre atacantes do São Paulo e zagueiros do Corinthians.

A medida, porém, também se virou contra o Timão. Todas essas infrações cometidas na intermediária eram oportunidades que Dagoberto queria para desequilibrar. Em uma delas, aos 43 minutos do primeiro tempo, o atacante colocou a bola na cabeça de Casemiro, que a desviou na trave. E o São Paulo assustava também escapando das faltas, como em jogada de Wellington pela esquerda que não terminou nas redes por má conclusão de Piris.

Cansado de ser só um coadjuvante em campo, Tite voltou do intervalo sem invenções. Além dos dois laterais e dois zagueiros em campo, abriu Willian pela direita, como está acostumado, Emerson na esquerda e liberou que Alessandro e Fábio Santos se alternassem nas subidas em jogo que deveria ter mais velocidade imposta por Alex.

O São Paulo, como em boa parte do primeiro tempo, apostou na concentração de seus defensores para atrair o adversário e contra-atacar. O problema é que não havia alguém que pensasse na armação das jogadas, que se limitavam a arrancadas de Lucas ou chutes ruins de longe. Como o Corinthians também tinha dificuldades para levar a bola a Alex, o clássico tornou-se uma partida de passes errados de uma intermediária a outra.

Machucado, Liedson saiu aos 19 minutos para a entrada de Danilo, que atuou aberto pela direita, com Willian como centroavante. Alteração que não adiantava nada com Alex pouco participativo. As únicas oportunidades alvinegras eram mesmo na movimentação de Emerson, mesmo acompanhado de perto por Wellington e Rodrigo Caio, substituto de Piris.

Para dar criatividade e renovar seu setor ofensivo, Adilson trocou Cícero e Dagoberto por Rivaldo e Marlos. Novidades insuficientes para mudar o cenário e o placar. O grito de gol até saiu no Morumbi em chute de Wellington que balançou as redes, pelo lado de fora, aos 39 minutos do segundo tempo. Uma miragem para um Majestoso tão frio quanto a noite paulistana.

SÃO PAULO 0 X 0 CORINTHIANS

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 21 de setembro de 2011, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Público: 44.631 pagantes (44.950 total)
Renda: R$ 1.282.520,00
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa-SP)
Assistentes: Roberto Braatz (Fifa-PR) e Altemir Hausmann (Fifa-RS)
Cartões amarelos: Casemiro (São Paulo); Paulinho e Emerson (Corinthians)

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Piris (Rodrigo Caio), João Filipe, Rhodolfo e Juan; Wellington, Carlinhos Paraíba, Casemiro e Cícero (Rivaldo); Lucas e Dagoberto (Marlos)
Técnico: Adilson Batista

CORINTHIANS: Julio Cesar; Alessandro, Wallace, Paulo André e Leandro Castán (Fábio Santos); Ralf, Paulinho e Alex (Jorge Henrique); Willian, Emerson e Liedson (Danilo)
Técnico: Tite

Fonte: ESPN

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Veja Também
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

828 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2020 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções