Carregando aguarde...
Itapira, 08 de Agosto de 2022
Artigo
14/02/2012 | Ainda sobre as sacolinhas
 Ainda sobre as sacolinhas de supermercado
É quase fatídico que as sacolinhas deixarão de ser distribuídas gratuitamente nos supermercados, tudo com um forte apelo ecológico, onde nós consumidores somos quase que obrigados a nos engajarmos nessa onda verde e a achar a abolição das sacolas uma grande ajuda ao meio ambiente.
Mas, basta refletirmos um pouco mais e veremos que nem tudo são flores, ou melhor, que nem tudo é verde ecológico nessa história, ta mais para o azul da nota de cem, já que os maiores beneficiados serão mesmos os supermercados, nada contra os supermercados reduzirem seus custos, uma vez que em relação a uma única compra o custo das sacolinhas pode ser até baixo, mas ao se verificar o montante necessário para garantir o fornecimento diário das mesmas, pode-se chegar a um valor considerável, mas mesmo assim, fazê-lo atentando contra nossa pobre inteligência é demais.
Sempre que a mídia mostra imagens de alguma enchente, principalmente nas grandes cidades, quase sempre vemos as garrafas pet como vilãs de entupimento de bocas de lobo e não as sacolinhas, porque as embalagens pet também não passam por esse processo de eliminação? É simples, elas não representam custo aos supermercados, embora também prejudiquem o meio ambiente.
Alguém poderá dizer que as embalagens pet são recicláveis... E as sacolinhas não são? Basta investir nisso.
Alguém se lembra como era antes das sacolinhas? Se não me engano, as compras eram entregues em sacos de papel, que por sinal foram substituídos justamente para colaborar contra o desmatamento, e tão logo as sacolinhas se popularizaram, acabaram por abolir o uso doméstico dos sacos de lixo, fazendo com que a maioria absoluta das sacolinhas acabasse nos lixões, e então dizem que é esse o novo problema.
Quanto a isso nos cabe perguntar por que de se reciclar somente aquilo que é colocado nas calçadas, levado pelos recicladores, porque não reciclar também o material levado aos lixões?
Colocaram como alternativa, a venda de sacolas biodegradáveis, que serão vendidas a 0,20 centavos, preço esse que se estima ser muito maior que seu custo de produção, ou seja, de custo as sacolas passarão a ser lucro.
Para finalizar, sou contra a abolição das sacolas? Não! Sua eliminação trará lá seus benefícios, e mais cedo ou mais tarde nos adaptaremos a essa nova realidade, sem esquecer que as sacolinhas sempre fizeram parte de uma cortesia e propaganda dos estabelecimentos, pois seja penduradas ou acomodadas em cestas de lixo, lá estão elas fazendo propaganda do supermercado em que compramos, e isso vai acabar!
José Carlos Barbieni
 Saúde e Paz a todos.
Fonte: José Carlos Barbieni

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Outros artigos de José Carlos Barbieni
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

1835 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2022 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções