Carregando aguarde...
Itapira, 08 de Agosto de 2022
Artigo
19/04/2015 | Edson Elias de Oliveira: Não julgueis uns aos outros

“Por isso, paremos de criticar uns aos outros. Ao contrário, o que vocês devem resolver é não fazer nada que leve seu irmão a tropeçar ou cair em pecado”. Rm 14.13

Um velho professor ficou muito feliz ao saber que entre seus alunos estava o neto de um de seus maiores professores. Um dia, compartilhando com esse aluno, disse ser o fã nº 1 de seu avô. Mas que no final da carreira, o avô já estava confundindo muitas coisas a ponto de aplicar provas de Sociologia em aula de Filosofia. O aluno não só acreditou que o mestre era fã de seu avô, como também um bom discípulo, pois já estava cometendo o mesmo erro.

Nós somos assim: temos muita facilidade para avaliarmos os outros, mas não temos a mesma habilidade quando se trata de nós. Isto é fácil de entender. Todos os seres humanos, no fundo, têm convicção de que sua opinião e a sua maneira de fazer as coisas, são sempre as melhores. Por isso, impomos nossos padrões pessoais e assumimos a postura de juízes. Na igreja, quando discutimos sobre usos e costumes ou pontos polêmicos que a Bíblia não define, queremos, na maioria das vezes, impor nossa opinião, por achá-la a única admissível. Não poucos são aqueles que se irritam expressando críticas, desagrados e julgamentos contra os que não pensam o mesmo que eles. E de maneira alguma permitimos ou aceitamos que alguém nos critique, mesmo que a crítica seja verdadeira e construtiva. Vejam que exemplo triste nos conta João em sua terceira carta: “Eu escrevi uma pequena carta à igreja, mas Diótrefes, que quer ser o líder, não deu importância ao que eu disse. Portanto, quando eu chegar aí, vou chamar a atenção dele a respeito de tudo o que tem feito: as coisas horríveis que diz de nós e as mentiras que conta. Porém ele não fica satisfeito só em fazer isso, pois quando os irmãos chegam aí, ele não os recebe. E se alguém quer recebê-lo, ele não deixa, e até expulsa essa pessoa da Igreja!” As críticas de Diótrefes eram destrutivas.
 
Existem certos assuntos que a Bíblia deixa a critério da consciência individual do Cristão (Rm 14.2-3). Antes de julgar seu irmão, busque a base bíblica para fazer tal julgamento, pois é ela a “nossa regra de fé e prática”.
 
Mas, saiba, porém, que todos nós teremos que prestar contas diante de Deus, pelo que fazemos ou pensamos. E que Jesus no Sermão do Monte (Mt 7.1-5), nos disse para não julgarmos ninguém, pois se julgarmos, com o mesmo critério, Deus nos julgará.
Fonte: Edson Elias de Oliveira

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Outros artigos de Edson Elias de Oliveira
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

1918 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2022 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções