Carregando aguarde...
Itapira, 13 de Agosto de 2022
Artigo
31/07/2013 | Humberto Butti: Meu único jogo no velho Chico Vieira

 

 
 
Sou de um tempo em que jogar futebol na rua era algo comum. Um tempo em que não havia tantos veículos nas ruas, principalmente à noite.
 
Lembro bem das brincadeiras na rua onde ficava minha casa. À noite, sem movimento de carros, era naquela rua de paralelepípedos que jogávamos futebol.
 
Apesar da pouca distância entre minha casa e o velho estádio Chico Vieira, que ficava ao lado do Parque Juca Mulato, eu frequentava aquele local apenas em companhia de meu pai quando havia algum jogo importante. Jogar ali, para nós, garotos, era algo inimaginável.
 
Lembro como era a arquibancada de madeira e o barzinho do Soliani. Também tenho na memória alguns momentos vividos naquele lugar.
 
Aos oito anos, ainda um menino magricela deorelhas grandes, eu nem sonhava em pisar naquele gramado, reservado aos grandes craques da época como Pereta, Capota, Carlucha, Lero, Iquinho e tantos outros. Mas, um dia, isso mudou e tive a oportunidade de jogar naquele campo. Uma única vez, mas que valeu pela vida toda.
 
Lembro bem que estava brincando com uma bola na frente de casa quando fui convidado para fazer parte do time do bairro dos Prados que iria enfrentar a Guarda Mirim. O convite, feito pelo Paulo Pedro, que mais tarde viraria Pedro Paulo e faria sucesso como jogador da Ponte preta, era para integrar o time de baixo, os aspirantes, formado por garotos da minha idade.
Prontamente aceitei o convite. Afinal, iria pisar naquele gramado pela primeira vez.
 
Lembro bem que joguei no ataque e nosso time venceu por 1 a 0, gol do Hélio, irmão mais novo do Paulo Pedro.
 
Do jogo principal não recordo o placar, mas lembro que nosso time também venceu e que o árbitro da partida foi meu tio José Rubens, ainda seminarista, que estava na arquibancada e foi convidado para dirigir a disputa.
 
Um tempo depois o campo acabou. Foi transferido para o alto da Duque de Caxias, bem longe de minha casa, mas minhas lembranças daquele dia ficaram guardadas.
 
Recordações assim permanecem para sempre. Afinal, de que vale a vida se não tivermos boas recordações de um tempo que passou, mas que deixou marcas indeléveis em nossos corações.
 
Joguei uma única vez no velho estádio, convidado pelo jovem Paulo Pedro, que depois faria carreira profissional
 
Grandes times e inúmeros craques pisaram no gramado no velho Chico Vieira
Uma das formações do Bandeirante, que também desfilou pelo velho estádio
Uma vista dferente do velho estádio com sua arquibancada de madeira
Personagens do futebol de antigamente, entre eles Fernando Venturini, Lota Peres e Francisco Tossini
O velho Chico Vieira em dia de jogo e sua arquibancada repleta de torcedores
Outra vista diferente do velho estádio que ficava no Parque Juca Mulato
 
Fonte: Humberto Butti

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Outros artigos de Humberto Butti
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

1112 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2022 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções