Carregando aguarde...
Itapira, 10 de Agosto de 2022
Artigo
11/04/2015 | José Carlos Barbieni: Será que a "Empérolas" acabou mesmo?
Olá a todos, de volta pra informar que mudei de fornecedor e logo... internet em casa, espero!
Bem, dizem que é melhor fazer algumas coisas antes que seja tarde, ou acabe, o que se for o caso, é melhor correr para ver se ainda tem sorvete no freezer, ou então já era, mas deixando de lado as piadinhas sem graça, o texto promete ser talvez mais interessante, pois, resolvi escrever sobra a novela “Império”, que por sinal já acabou, mas que bem que poderia ter sido chamada de Emperolas” devido a quantidade de pérolas daquela novela, e reuni algumas aqui pra relembrar.
 Poderia começar pela cena e, que o falecido advogado é jogado escada abaixo pela Cora, logo depois de providencialmente “comemorar” a posse dos diamantes bem na escada, ao invés de descer e vazar do lugar como seria de se esperar, bem, esse morreu e não fez falta na trama.
A troca de atrizes da personagem Cora, embora seja difícil de acreditar se fosse real, pode ficar de fora, já que foi uma necessidade em face dos problemas de saúde da atriz Drica Moraes, porém, muitos autores optam por “matar’ o personagem mesmo, o que seria uma pérola a menos ou ainda poderia fazer a personagem sumir por uns tempos.
Lembram-se da choradeira dos filhos do Lucas? Pois é, chegava a ser ridículo ver o “Estresse’ do casal mesmo tendo DUAS BABÁS para cuidar deles, restando talvez a amamentação e olhe lá... Pois bem, e não é que o tal estresse passou repentinamente e já apareceram até saboreando um belo açaí?
A Tentativa de assassinar o comendador no desfile de carnaval, onde curiosamente ninguém sequer notou a presença de um mascarado próximo ao carro alegórico (Também era carnaval, né?), e após o tiro, nenhum segurança ou policial ter esboçado uma perseguição barata pelo menos, ao atirador, só não foi pior que o assassinato do “Marcão”, lembra-se da cena?
Pois é, o cara leva um tiro, o “Zé Pedro” ouve de dentro da casa, mas na rua nenhuma correria... Nada! Em se tratando do Rio de Janeiro, seria de esperar pânico.
Quando já no final, achava que já havia visto todas, eis que aprontam mais uma, ou melhor, duas... Primeiro algo que já está deixando as novelas ainda mais chatas, a propaganda descarada, que no caso foi de um refrigerante, e a cena final que prometia ser digna de Hollywood, o comendador saindo com a filha em câmera lenta... Mas, espera ai, seria mesmo necessário que o comendador deixasse a arma próximo ao Zé Pedro, e sem o menor cuidado dar-lhe as costas? Não tinha um jeito mais crível de fazer a morte do comendador?
Espera ai, parou... Senti que alguém vai comentar “ Caraca meu, ta comentando novela agora, e ainda por cima uma que já se foi?” Ta certo, é o seguinte, quando resolvi acompanhar a novela, logo vi esses comentários sobre os erros na internet, e esbocei esse texto mas ficou por isso mesmo, mas como notei que em quase todas as novelas os erros acontecem, e alguns são bem claros, dei uma revisada e cá estou publicando, mas com uma conclusão séria disso tudo.
A julgar pelo excesso de propaganda e pelo aparente desleixo na produção das cenas, creio que a produção dessas novelas no afã de fazer um produto que vise desviar a atenção do público dos problemas atuais está se esquecendo de fazer bem feito, ou seja, o objetivo de “entorpecer a sociedade” com entretenimento barato e fútil, é tanto, que estão deixando a qualidade de lado.
Seja pouco ou muito, se você costuma assistir televisão, tente analisar a programação ao invés de apenas assisti-la, permita-se trocar de canal, de ver outros telejornais, acredite, nem sempre a MESMA NOTÍCIA, e mostrada igual, pois, já vi uma notícia em um telejornal, e logo depois ao vê-la em outro, minha opinião sobre ela mudou, já que no segundo telejornal ela foi mais completa, mais abrangente.
Sé pra constar, estou assistindo “Alto astral”, que ainda não bateu a “Império”, mas ta quase.
A todos, muita Paz, Saúde e Prosperidade (E sem Dengue!)!
José Carlos Barbieni–Serralheiro- Técnico em informática
Técnico em administração na Etec “João Maria Stevanatto”- Itapira-SP
Fonte: José Carlos Barbieni

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Outros artigos de José Carlos Barbieni
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

809 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2022 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções