Carregando aguarde...
Itapira, 13 de Junho de 2024
Artigo
27/12/2013 | Luiz Santos: Planejando 2014

 Entregue o seu caminho ao Senhor; confie nele, e ele agirá.” (Sl 37.5)

A vida é um dom de Deus. Ela não nos pertence, foi-nos dada para a nossa administração. Somos mordomos do Criador e um dia haveremos de dar contas desta nossa administração.  Por isso mesmo não podemos passar a nossa existência simplesmente fazendo experiências, cedendo aos apelos das paixões desordenadas que militam em nossa carne. Não podemos entrar a lógica do “deixa a vida me levar, vida leva eu.” Também não podemos passar esta vida paralisados por medo de arriscar, de fracassar, absolutamente. Administrar tendo em vista o desenvolvimento implica correr alguns riscos, o que não tem nada a ver com leviandade ou imprudência. A vida não é uma ciência exata e nem mesmo é possível prever cada acontecimento de modo a precaver-nos. Mas como toda administração algumas regras existem para garantir o mínimo de lucidez, coerência e estabilidade.

Uma dessas regras é a do planejamento. O cristão deve planejar bem a sua vida. Deve possuir uma agenda a ser perseguida sempre aberta à direção, orientação e interferência do Espírito Santo, como no caso de Paulo em Atos 16. 6-10: “Paulo e seus companheiros viajaram pela região da Frígia e da Galácia, tendo sido impedidos pelo Espírito Santo de pregar a palavra na província da Ásia. Quando chegaram à fronteira da Mísia, tentaram entrar na Bitínia, mas o Espírito de Jesus os impediu. Então, contornaram a Mísia e desceram a Trôade. Durante a noite Paulo teve uma visão, na qual um homem da Macedônia estava em pé e lhe suplicava: ‘Passe à Macedônia e ajude-nos’. Depois que Paulo teve essa visão, preparamo-nos imediatamente para partir para a Macedônia, concluindo que Deus nos tinha chamado para lhes pregar o evangelho.” Paulo, embora possuísse um sério planejamento missionário, estava sempre aberto e disponível à influência do Espírito de Deus. Mas ele possuía um planejamento.

Nós também, se queremos ser conduzidos em triunfo em 2014 precisamos planejar bem os nossos passos, colocar diante de nós metas, objetivos, resultados e etc. E não podemos planejar prescindindo-nos das orientações que as Escrituras nos dão para isso, que são as seguintes:

1.Sonda-me ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me e conhece as minhas inquietações. Vê se em minha conduta algo te ofende, e dirige-me pelo caminho eterno” (Sl 139.23-24). Comece com esta oração, peça a Deus para que Ele mesmo verifique se o que você está planejando tem a ver com a vontade e com a santidade d’Ele e com a sua própria, se não, é melhor abortar o projeto.

2.Quem esconde os seus pecados não prospera” (Pv 28.13). Vasculhe a sua tenda para ver se não há uma capa de Acã escondida. Se não existem pecados camuflados, não confessados, não abandonados. Não existe felicidade no pecado, nem progresso, bênção ou paz. Passe sua vida a limpo antes de decidir pedir, sonhar e propor algo a Deus.

3. “Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e seus planos serão bem sucedidos” (Pv 16.3) e ainda: “Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor” (Cl 3.23), não se permita uma única área de sua existência fora do domínio de Cristo. Esforce-se para submeter a Ele a totalidade de sua vida: sentimentos, sonhos, negócios, relacionamentos, dinheiro, bens, entregue e consagre tudo, dedique todas as coisas a Ele, procure honrá-lo através da totalidade da sua existência, não deixe escravizar por coisa alguma.

4.Não cuide somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros” (Fp 2.4) e mais: “Se alguém tiver recursos materiais e, vendo seu irmão em necessidade, não se compadecer dele, como pode permanecer nele o amor de Deus? Filhinhos, não amemos de palavra nem de boca, mas em ação e em verdade” (1 Jo 3.17-18). Façamos um planejamento todo inclusivo. Que haja sincera e honesta preocupação de conduzir a nossa vida ao encontro dos que necessitam de nossa amizade, de nossa solidariedade, de nossa compaixão, de nosso amor traduzido em obras concretas. Fujamos do ‘ensimesmamento’. Rejeitemos o estilo de vida que faz de nossas ambições o centro gravitacional do mundo. Não há felicidade no isolamento, Deus é plenamente feliz e o é porque é comunhão radical. Porque na Trindade se vive em constante abertura, diálogo, doação e reciprocidade. Planeje incluindo, convide outros para compartilhar de seus sonhos e de suas bênçãos.

5. Por último, sem esgotar os conselhos das Escrituras: “Busquem em primeiro lugar o Reino de Deus e sua justiça” (Mt 6.33) e orando assim todos os dias: “Esteja sobre nós a bondade do nosso Deus Soberano. Consolida, para nós, a obra de nossas mãos; consolida a obra de nossas mãos!” (Sl 90.17). Na ordem das suas prioridades para 2014 encabece a lista com a busca do Reino de Deus e para cada etapa planejada e iniciada ore com o Salmo acima. Administre com a sabedoria das Escrituras e você terá os melhores dividendos desta vida.

Feliz e próspero 2014!

Rev. Luiz Fernando

Pastor Mestre da Igreja Presbiteriana Central de Itapira

Fonte: Luiz Santos

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Outros artigos de Luiz Santos
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

2887 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2024 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções