Carregando aguarde...
Itapira, 13 de Agosto de 2022
Artigo
12/10/2014 | Padre Pires: Fernando Henrique e o preconceito contra o nordestino - Eleições 2014

 

Vocês já devem ter acompanhado a enxurrada de chorumes que uma gente bonita do sul/sudeste despejou pra cima dos nordestinos após a apuração dos votos do primeiro turno. Nada diferente do que vimos em todas as últimas eleições nacionais - e até mesmo regionais. 
O curioso é notar que Aécio Neves e seus apoiadores se revoltaram, dizendo que tudo não passou de uma armação petista para difamar o antipetismo. Segundo eles, os malditos petralhas estariam criando perfis falsos na rede para ofender nordestinos. Como se isso fosse preciso
Quem mora em São Paulo, por exemplo, sabe que o nordestino tornou-se o responsável por vários tipos de sofrimento pelo qual passa o cidadão bandeirante médio. Apresento-lhes algumas frases muito comuns proferidas aqui nesse pedacinho de céu sudestino:
 
 - ”Bora trabalhar pra sustentar esses nordestinos do Bolsa Esmola!”
 
“Que trânsito! Também… hoje em dia qualquer ‘baianinho’ tem carro”
 
“Esses nordestinos só votam em coronel, por isso que o Brasil não vai pra frente”
 
- “Esses ‘baianinho’ não querem mais trabalhar, não. Agora só querem viver de bolsa!”
Não há como negar. O uso do “baiano” como sinônimo de nordestino é prática comum, reveladora do preconceito. No Rio, o coringa utilizado pra se referir ao nordestino é o “paraíba”. Não sei como é no Sul, mas imagino que a coisa não seja tão diferente.
A frequência com que se fala esse tipo de coisa no sul/sudeste é enorme. O preconceito já está tão naturalizado, que frases como essas servem até pra puxar conversa no elevador. 
Aí eu fico pensando: caramba, esses que achincalham a baixa escolaridade dos nordestinos devem ser uns poços de pré-sal de sabedoria. Mas a realidade é um pouco diferente. Muita gente sobe no pedestal pra desprezar o voto dos mais pobres:

Mas a desqualificação do voto nordestino tem sido tão comum nas últimas eleições, que até o sociólogo Fernando Henrique se sente à vontade pra escorar suas análises nesse tipo de preconceito. Segundo ele: "não é porque são mais pobres que votam no PT, mas porque são menos informadosComo era a Arena no regime militar: se apoiava nos grotões. Essa caminhada do PT dos centros urbanos industriais para os grotões é um sinal preocupante, porque é um sinal de perda de seiva. Estão apoiados num setor da sociedade sobretudo mal informado”.
Com essa retumbante bobagem, o Príncipe da Sociologia acredita que os nordestinos de hoje são menos informados do que os dos anos 90, quando votaram em peso para elegê-lo duas vezes consecutivas.
Em 94, quando o ex-presidente foi eleito pela primeira vez, ele teve maioria dos votos em quase todos os estados do Nordeste. Que curioso! Há 16 anos, quando a internet era só uma ideia futurista e a fome era uma realidade generalizada, os nordestinos pareciam ser mais bem informados e menos dependentes do coronelismo. Mas com quem Fernando Henrique estava aliado à época? Com o PFL (ex-Arena e atual DEM), o partido que abrigou todos os coronéis nordestinos criados na ditadura. Sim, os representantes do regime militar, que o ex-presidente oportunamente lembra agora.  
Agora vamos pra 98, quando deputados confessaram ter vendido seus votos pra aprovar a emenda da reeleição - fato que deu sobrevida à dinastia do Príncipe de Higienópolis. Outra derrota acachapante do PT no nordeste. Veja que coisa: naquela época, parece que gaúchos e cariocas eram menos informados que os nordestinos, pois nestes estados o Lula ganhou. 
Esqueça a chegada da internet, o aumento da escolaridade na região e o crescimento do PIB muito acima da média nacional nos últimos 10 anos. Pro sociólogo, o nordeste de hoje é menos informado que o de ontem.
 
Se perguntarem quais os motivos que o levaram a uma vitória tão vigorosa em 94 e 98, Fernando dirá que foi o Plano Real e a estabilidade da economia. Não tem como não concordar. Mas se o fator econômico foi preponderante numa época em que o nordeste vivia condições muito piores, por que hoje o fator determinante pra vitória do PT é a “desinformação”?  
Fernando, vamos conversar mais sobre o nordeste?

 

Fonte: Padre Pires

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Outros artigos de Padre Pires
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

1204 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2022 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções