Carregando aguarde...
Itapira, 08 de Agosto de 2022
Notícia
22/07/2016 | Jovens regentes conduzem orquestra de estudantes

 Jovens regentes conduzem orquestra

no encerramento do 7º Feimep
 
Um concerto em que o público tem a possibilidade de conferir a vitalidade de 46 jovens instrumentistas é o que promete a Orquestra Acadêmica do Feimep (Festival Internacional de Música Erudita de Piracicaba). A atração encerra a sétima edição do evento e acontece neste sábado, 23, às 20h, no Teatro Erotídes de Campos, no Engenho Central. A distribuição gratuita dos ingressos começa uma hora antes do espetáculo.

A Orquestra Acadêmica é formada ao longo do Festival, que teve início no dia 17, e fez seus ensaios no período da manhã. A qualidade do resultado deve impressionar ao público, avalia André Micheletti, diretor artístico e pedagógico do Feimep. “Extrair intensidade rítmica de uma orquestra, em apenas uma semana, é tarefa para poucos, especialmente quando a formação é de músicos jovens. Desde o ano passado temos esse trabalho sendo feito pelo maestro Jamil Maluf, o que reflete de forma considerável no resultado”, avalia Micheletti.
 
Composta por violinos, violas, violoncelos e contrabaixos, a Orquestra tem como peculiaridade a alternância da batuta entre Jamil Maluf e três “novos maestros”, que participaram do 2º Encontro de Jovens Regentes do Feimep. “Um violinista, quando termina a aula, leva o violino embora. O mesmo acontece com outros instrumentos, mas um regente não tem como carregar os músicos para a casa. O maestro precisa de um orquestra. É uma singela recompensa aos estudantes pelo desempenho no curso”, diz Maluf.
 
REPERTÓRIO – A primeira peça do programa, sob regência de Maluf, é Serenata para cordas, op. 20, em mi menor, escrita pelo compositor Edward Elgar em 1892 e dedicada à sua esposa, Alice, por ocasião do terceiro aniversário de casamento.
 
A segunda obra do concerto é Eine Kleine Nachtmusik, K.525, conhecida como Pequena Serenata Noturna de Mozart, estreada em Viena, em 1787. Conforme explica o maestro Jamil Maluf, Mozart tinha um espírito jovem e a música reflete o clima de encerramento do Feimep.
 
O primeiro movimento, Allegro, tem condução de Lucas Araújo, de 25 anos, natural de Ribeirão Pires (SP), que há três anos faz aulas de regência orquestral com o maestro Roberto Tibiriçá e rege o coral e orquestra da Igreja Batista de Santo André.
 
Na regência do movimento Romanze: Andante está o paulistano Allan Dantas, de 24 anos, bacharelando em regência pela Unesp, enquanto as outras duas partes da peça, Menuetto: Allegretto e Rondo: Allegro, recebem a batuta de Felipe Ayala, 25, de Brasília, maestro e arranjador da Orquestra VGMus e diretor do coro e da orquestra de Cordas do Conservatório de Música e Artes de Brasília e do Coro Italiano da UnB.
 
Jamil Maluf reassume a batuta em Mourão, obra de Guerra-Peixe, com o acompanhamento, na percussão, dos estudantes do Projeto Guri – Polo Piracicaba, supervisionados por Jô Totti. São eles Victor Uriel (triângulo), Isabela Hilário (surdo), Pedro Santin (pandeiro) e Lazos Battonay (agogô). Também participa Thomas Ferreira, na caixa, integrante do projeto Santo Antonio de Música, de Conceição do Coité, na Bahia.
 
DEMOCRÁTICO – A fusão entre as masterclasses e as apresentações abertas ao público é uma característica marcante do Feimep. Ao todo 11 professores do Brasil, Estados Unidos, Canadá e Suíça se empenharam nas aulas de violoncelo, violino, viola, contrabaixo, lutheria, regência e Método Dalcroze a 177 instrumentistas, de 53 cidades brasileiras, de São Paulo, Bahia, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Santa Catarina e Tocantins, além do Distrito Federal, e ainda da Colômbia e da Alemanha.
 
Segundo Rosângela Camolese, secretária da Ação Cultural, o Feimep prioriza profissionais com carreiras de destaque e práticas pedagógicas reconhecidas na composição do corpo docente. “É a forma de o poder público proporcionar aprendizado aos jovens instrumentistas. Com o Feimep, Piracicaba confirma a tradição como berço de bons músicos. Além disso, o Festival é um elemento para a formação de plateia.”
 
O Feimep é realizado pela Prefeitura do Município de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal da Ação Cultural, com organização da Manifesta Cerimonial. São patrocinadores culturais o Jornal de Piracicaba e a Revista Arraso e apoiadores o Sesi Piracicaba, Senac Piracicaba, Orquestra Sinfônica de Piracicaba, Cultura Artística, Empem (Escola de Música de Piracicaba Maestro Ernst Mahle), Associação Amigos Mahle, Hermann's Restaurante, Padaria Rivana Delicatessen, ArcelorMittal, Simespi, Secretaria Municipal de Educação e Rádio Educativa FM.
 
SERVIÇO – Concerto de encerramento do 7º Feimep. Sábado, 23, às 20h, no Teatro Erotides de Campos (avenida Maurice Allain, 454, Parque do Engenho Central). Entrada gratuita. A distribuição de ingressos tem início uma hora antes. Mais informações: www.fb.com/festivalfeimep, www.feimep.com.br ou (19) 3413-5212.
 
Fonte: Da Redação do PCI

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Veja Também
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

2008 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2022 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções