Carregando aguarde...
Itapira, 16 de Agosto de 2022
Notícia
25/07/2016 | Participantes do Feimep enaltecem qualidade da 7ª edição

 O 7º Feimep (Festival Internacional de Música Erudita de Piracicaba) recebeu 2.500 pessoas de 17 a 23 de julho nos 12 concertos gratuitos, no Teatro Municipal Erotídes de Campos e na Empem (Escola de Música Maestro Ernst Mahle). O encerramento da programação, no sábado, 23, esteve aos cuidados da Orquestra Acadêmica, sob as batutas do maestro Jamil Maluf e três jovens regentes. Organização, professores e estudantes enaltecem a qualidade do ensino musical do evento.

 
Concebido com a premissa da democratização da música clássica, o Feimep é uma realização da Prefeitura do Município de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal da Ação Cultural, e organização da Manifesta Cerimonial. Além da programação artística, a ação pedagógica envolveu 177 jovens instrumentistas, que frequentaram masterclasses de violino, viola, violoncelo, contrabaixo, regência, lutheria e Método Dalcroze com 13 professores do Brasil, Estados Unidos, Canadá e Suíça.
 
Para André Micheletti, o 7º Feimep reuniu professores com os corações abertos para ensinar e com as bandeiras da humildade e da dedicação. “Enquanto em muitos lugares ainda se ensina o ranço,  o orgulho e a segregação, aqui se prega o contrário: a união e o respeito”, declarou o diretor artístico e pedagógico do Feimep.
 
Na avaliação da secretária da Ação Cultural, Rosângela Camolese, o Feimep colabora para a construção de políticas públicas eficazes. “O nosso desejo é que a semana de aprendizado seja eterna para todos os alunos e que possam retornar à cidade, garantindo a qualificação para as suas vidas futuras.”
 
A programação pedagógica recebeu estudantes de 53 cidades brasileiras, vindas dos estados de Bahia, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins, além do Distrito Federal. Duas alunas vieram da Argentina e da Alemanha.
 
TEMPERO – Um tempero tipicamente baiano marcou esta edição, com 14 estudantes do Projeto Santo Antonio de Música, de Conceição do Coité, distante dois mil quilômetros de Piracicaba. Os jovens entre 13 e 23 anos levaram música aos pacientes da Santa Casa de Misericórdia de Piracicaba e recepcionaram o público no hall do Teatro do Engenho, antes do concerto de encerramento da programação.
 
Integrante da Orquestra Santo Antonio há oito anos, Thômas Rodrigues Ferreira, 21, elogiou o formato do Feimep e a qualidade do currículo dos professores. “A gente forma uma família, de pessoas de todo o Brasil. Vou embora com muitas amizades e conhecimento para compartilhar com os músicos do meu projeto”, disse.
 
Boliviana radicada na Argentina, Evelyn Priscila Rodriguez, 24, integra a Orquestra Sinfônica Juvenil Nacional Libertador San Martin. “O nível dos músicos em Buenos Aires é muito bom e temos muitas atividades. Mas não há festivais, então eu precisei vir ao Brasil me aprimorar”, diz a violista. “Gosto desse formato intenso do Feimep, de aulas todos os dias, do contato com vários músicos e dos concertos.”
 
A violinista Letícia Lourenço, 19, definiu o 7º Feimep como um “choque de realidade”. Instrumentista da Sinfônica Jovem de Goiás, ela buscou o Festival após a indicação de seu professor. “Li pela internet depoimentos dos ex-alunos, que confirmaram a qualidade do evento”. Ela disse que os professores lhe ensinaram a estudar da forma correta. “E, principalmente, que preciso de disciplina. A partir de agora eu vou crescer.”
 
As aulas de violino foram ministradas por Alessandro Borgomanero (Itália-Brasil), Daniel Guedes (Rio de Janeiro) e Rosnei Tuon (Brasil-Suíça); de violoncelo por Helga Winold (Alemanha-EUA), Minna Chung (Canadá) e André Micheletti (Brasil); de contrabaixo com os brasileiros Anselmo Melosi e Sérgio de Oliveira; as de viola com Alexandre Razera; além do 2º Encontro de Jovens Regentes, com Jamil Maluf; Método Dalcroze com Iramar Rodrigues (Brasil-Suíça), e luthearia com Henrike Hahn e Mitsugu Gomikawa (Chicago).
 
APRESENTAÇÕES – A programação artística foi aberta com a Orquestra Sinfônica de Piracicaba, sob regência de Jamil Maluf e solo do violinista Rosnei Tuon, no Teatro do Engenho, além do grupo BrasSamPa, Fukuda Cello Ensemble, Jean William e Bebé Salvego, Quarteto Romanov e Danilo Brito.
 
No encerramento, 46 estudantes integraram a Orquestra Acadêmica do Feimep, cuja regência aconteceu em revezamento entre Jamil Maluf e participantes do 2º Encontro de Jovens Regentes: Lucas Araújo, 25, de Ribeirão Pires, Allan Dantas, 24, de São Paulo, e Felipe Ayala, 25, de Brasília. Após o concerto, a banda Além do Som fez um flashmob irreverente e descontraído ao público.
 
A Empem concentrou, de segunda a sexta-feira, os Concertos ao Anoitecer, com o Coro Infantil da Empem, Quarteto Safira, Bebé Salvego e Família com a violoncelista Christy Choi, o trio Lucas Farias (violino), Marina Martins (violoncelo) e Liliane Kans (piano), e o Recital dos Alunos.
 
Os patrocinadores culturais foram o Jornal de Piracicaba e a Revista Arraso e apoiadores o Sesi Piracicaba, Senac Piracicaba, Orquestra Sinfônica de Piracicaba, Cultura Artística, Empem (Escola de Música de Piracicaba Maestro Ernst Mahle), Associação Amigos Mahle, Hermann's Restaurante, Padaria Rivana Delicatessen, ArcelorMittal, Simespi, Secretaria Municipal de Educação e Rádio Educativa FM.
Fonte: Da Redação do PCI

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Veja Também
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

1671 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2022 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções