Carregando aguarde...
Itapira, 08 de Abril de 2020
Notícia
29/01/2016 | Curso no Senac Itapira aborda questões ambientais

 Curso no Senac Itapira aborda questões ambientais

Profissionais capacitados para atuar nessa área têm se destacado no mercado de trabalho

Você sabia que o licenciamento ambiental é uma obrigação legal prévia à instalação e operação de qualquer empreendimento ou atividade potencialmente poluidora e/ou degradadora do ambiente? Portanto, os empreendimentos de alto potencial poluidor como mineradoras, estradas, ferrovias e aterros sanitários devem elaborar o estudo de impacto ambiental e o respectivo relatório de impacto ambiental, chamado EIA-RIMA.

Este relatório possui como uma de suas mais expressivas características a participação social na tomada de decisão, por meio da realização de audiências públicas como parte do processo. A obrigatoriedade do licenciamento ambiental é compartilhada pelos órgãos estaduais de meio ambiente, a exemplo da CETESB no Estado de São Paulo, e pelo IBAMA, como partes integrantes do Sistema Nacional de Meio Ambiente (SISNAMA).

Micro e pequenas empresas, como postos de combustíveis, serralherias, fábricas de sorvetes, bolachas, toldos e móveis planejados são, geralmente, desobrigadas da elaboração o EIA-RIMA, entretanto é necessário que estas empresas obtenham o licenciamento ambiental na CETESB para exercer suas atividades.

Além da obrigatoriedade por parte das empresas em adquirir o licenciamento ambiental, a docente do Senac Itapira, Fabiane Karen Godoy, reforça que as questões ambientais têm recebido mais atenção, principalmente após a ocorrência de recentes acidentes ambientais extremamente graves, que trazem consequências irreversíveis à natureza e à comunidade local.

Diante desse cenário, profissionais qualificados para atuar na área ambiental estão encontrando um mercado promissor. “Há grande demanda por profissionais qualificados na área ambiental, tanto no setor de serviços como no setor industrial. Além disso, os procedimentos de licenciamento ambiental estão sendo descentralizados pela CETESB, ou seja, a responsabilidade do licenciamento ambiental tem sido transferida aos municípios que deverão ter profissionais qualificados para autorizar os empreendimentos de impacto local a realizar suas atividades produtivas”, esclarece Fabiane.

Além dos órgãos fiscalizadores e dos profissionais da área, a população também pode colaborar com o meio ambiente, atuando na fiscalização. “Os cidadãos podem denunciar aos órgãos ambientais responsáveis, como a CETESB ligando para o Disque Ambiental 0800 113 560 ou na Secretaria de Meio Ambiente do município. As principais irregularidades são queimadas, descarte de resíduos em locais impróprios, emissão de fumaça, entre outros”, ressalta a docente.

O Senac Itapira está com inscrições abertas para o curso Licenciamento Ambiental. As aulas capacitam os profissionais para gerenciar a atividade do licenciamento ambiental, considerando todas as etapas dos procedimentos envolvidos e a legislação, para garantir a regularidade de empreendimentos potencialmente geradores de impacto ambiental.

O curso é voltado para geógrafos, geólogos, biólogos, engenheiros químicos, ambientais, florestais e civis, arquitetos, químicos, advogados, técnicos ambientais e demais profissionais que atuam área ambiental, seja em empresas públicas ou privadas.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 19 3813-8210 ou no Portal Senac: www.sp.senac.br/itapira.  

Fonte: Da Redação do PCI

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Veja Também
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

1145 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2020 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções