Carregando aguarde...
Itapira, 20 de Fevereiro de 2020
Notícia
21/09/2012 | Dropes nº 190

 Debate!

Nesta sexta-feira, Paganini participará do debate promovido pelo Portal Cidade de Itapira, jornal A Cidade e Rádio Clube. No sábado será o esperado encontro dos vices.

 

Nova empresa.

O prefeito Toninho Bellini convidou a imprensa itapirense para a entrevista coletiva que apresentou a divisão Pet Food da empresa Extrutécnica, hoje instalada na cidade de Campinas com sessenta e cinco funcionários.

 

Novos empregos.

O presidente da empresa, presente na coletiva, anunciou que fechará a unidade de Campinas e montará uma nova equipe de trabalhadores em Itapira. Pelo projeto que concede direito real de uso dos quatro lotes no bairro Barão de Ataliba Nogueira, a nova empresa deverá gerar 75 empregos e faturar R$ 2 milhões em 2014, além de outras obrigações.

 

Exigência e seriedade.

Em discurso o presidente da empresa fez questão de esclarecer que recebeu oferta semelhante de várias cidades, mas optou por Itapira ao sentir seriedade nos procedimentos da Geif e da vasta lista de exigências que eles tiveram que cumprir.

 

Reclamam demais?

O comportamento da empresa, ao optar por Itapira apesar do elevado grau de exigência, é, no mínimo, sinal de boa fé, além do merecido aplauso ao comparar com a chiadeira das empresas brasileiras que reclamam, insistentemente, dos excessos da burocracia brasileira.

 

Agressão à inteligência.

O deputado Barros Munhoz, nesta tarde, diante do anúncio da instalação da empresa, considerou a atitude do prefeito como uma agressão à inteligência do povo de Itapira anunciar uma empresa nova, sete anos e nove meses depois de eleito: “Ele deveria ter ficado quieto, seria menos agressivo”.

 

Bonde da história.

Para Munhoz, a vinda de empresas para a cidade é sempre bem vinda e torce para que tudo transcorra conforme anunciado e alfinetou: “Santo Antonio da Posse está em processo de criação de mais de dez mil vagas. Mogi-Mirim está construindo o Data Center do Itaú, investimento superior a R$1 bi. Itu, anunciou hoje, em parceria com o InvesteSP a instalação da Foxconn, a maior fabricante de computadores do mundo, para gerar, sozinha, 10 mil novos empregos diretos até o primeiro semestre de 2014.” E completou: “infelizmente, Itapira perdeu o bonde da história.”

 

Seis pontos.

Serra subiu um ponto, Haddad caiu dois, movimentação dentro da margem de erro, foi o suficiente para a cúpula tucana festejar os seis pontos de diferença entre Serra e o candidato do PT. Munhoz que mergulhou de cabeça também festejou a diferença.

 

Requisitado.

O deputado Barros Munhoz participou, nesta quinta-feira, de várias carreatas, reuniões e comícios nas cidades de Guará, Ituverava, Aramina e Igarapava levando seu apoio aos candidatos tucanos daquela região.

 

Dupla preferida.

Um entendido político itapirense afirmou nesta quinta-feira que se a chapa governista oferecesse o nome de Mário da Fonseca e Pedro Boretti, Alberto estaria no mesmo barco, Dado não teria saído do grupo e a eleição seria favas contadas.

R$ 40 mil com celular?

O Dropes repercutiu, recentemente, a informação de que a Prefeitura de Itapira estava sem recursos para pagar a conta de pão de R$ 8 mil e o estoque de lâmpadas de rua estava zerado sem previsão de compras. Balela! Contestações chegaram à esta redação dando conta de que o caixa da prefeitura está normal ao ponto de requerer um aumento nos gastos dos celulares corporativos passando de R$ 30mil para R$ 40mil.

 

As voltas que o mundo dá!

Manoel Marques tem comentado com amigos que: “Alberto Mendes propaga que só perdeu a eleição de 1996 para Totonho Munhoz por conta da candidatura de Dionizio Coradi que lhe tirou pelo menos mil votos. A diferença foi 46 votos. Para Alberto, Dionizio fez o papel de linha auxiliar de Munhoz.”

 

Toma-lá-da-cá!

Para Marques, caso a diferença de votos entre ele e Paganini seja inferior à votação que Alberto Mendes receber, ficará caracterizado que o pedetista fará o mesmo papel do Dionizio, naquela eleição. E para apimentar o comentário ele completa: “se nenhum de nós dois ganhar por culpa da divisão, a comprovação poderá vir quando constatarmos Toninho Orcini alocado em algum posto do governo Paganini.”

 

Um é. O outro não!

Não custa lembrar que Manoel Marques entrou na política pelos braços de Dionizio Coradi como candidato a vereador em 1996 conquistando a sua primeira cadeira. Frise-se, também, que Marques não considera que Dionizio e Janjão tenha feito o jogo de Munhoz, mesmo depois deles integrarem o governo.

 

Manoel começa a aparecer!

Nos últimos dias foi perceptível um crescimento do nome de Manoel Marques junto ao eleitorado. O trabalho de alguns apoiadores e dos comissionados da Prefeitura, mais os comícios e aumento da visibilidade da campanha surtiram efeitos, não se sabe que extensão. Os governistas esperam primeiramente consolidar a segunda posição para depois tentar ultrapassar Paganini. Um grupo de amigos está se cotizando para bancar uma pesquisa para planejar a reta final.

 

Como enquete não tem regra...

Uma mesa foi colocada na Praça Bernardino de Campos com a finalidade de levantar a tendência de voto dos eleitores itapirenses para prefeito e vereadores. Informações aportadas nesta redação disseram que a jovem responsável pela coleta permite que a mesma pessoa vote quantas vezes desejar. Um trabalhador da redondeza dizia, esta tarde, que ele tinha votado em todos os amigos, para ninguém ficar triste com ele.

 

De jeito nenhum!

Na coletiva concedida pelo prefeito, nesta quinta-feira, num determinado momento Toninho Bellini ao dizer que quando a empresa estiver em atividade, enfatizou que ele e Martins não estarão mais na prefeitura. Ele virou para Helio Citrângulo e disse: “Eu acho que o Hélio também não, né Hélio?” Hélio, rapidamente: “Com certeza, não”. Que recado Citrangulo quis dar?  

 

Deu certo.

Nas eleições americanas de 2008, a candidatura de Barack Obana estreou, em grande magnitude, a campanha eleitoral via internet através das redes sociais, gerando arrecadação de mais de 120 milhões de dólares.  Obama revolucionou a campanha política, via internet, fez bom uso, foi eleito.

 

Não deu certo.

Em 2010, na campanha presidencial brasileira, a internet foi invadida por blogs e e-mails depreciativos contra Dilma Rousseff. O conteúdo era agressivo e continha denúncias descabidas no intuito de tirá-la do páreo. Os adversários de Dilma não inovaram em nada, usaram inadequadamente, deu no que deu.

 

Deu certo por que.

Obama contratou Chris Hugues, um dos fundadores do Facebook, o site de relacionamentos que mais cresce em todo mundo. O trabalho de Chris era garantir o relacionamento entre os eleitores e o candidato, de forma pessoal. Levou a marca Obama em grandes comunidades, tanto nas que já existiam, como nas que foram criadas.

 

O segredo.

A chave do sucesso a utilização correta das características das redes sociais, estimulando e motivando o crescimento de comunidades, até que elas funcionassem por elas mesmas e caminhassem sozinhas.

 

Fez errado.

Aqui em Itapira, ao que consta, um dos candidatos resolveu investir na internet, montou uma equipe, mas ao contrário de Obama, optou pela alternativa brasileira de 2010. Essa equipe era encarregada de entrar nos sites que permitiam comentários livres, sem restrição quanto à identificação, criando nomes fictícios, para passar a sensação de que muitas pessoas compartilhavam do mesmo pensamento.

 

200 por dia.

O Dropes foi um dos alvos preferidos desse pequeno grupo. Postavam mais de duzentos comentários por dia, a maioria com nomes fictícios. Mas o grupo não se limitava a fazer comentários políticos sobre as notas publicadas, disseminavam preconceito e agressão.

 

No anonimato é fácil!

Primeiramente, de tanto o grupo cobrar a publicação dos seus exageros, o Dropes pediu que encaminhassem e se identificassem por e-mail, fato que daria a garantia da publicação. Nenhum usou do expediente.

 

Acabou o argumento.

Bastou o Portal Cidade de Itapira passar a exigir cadastro para garantir a identificação dos comentários, num passe de mágica os comentários desse grupo foram reduzidos a zero. Um grupo que pregava democracia, transparência e responsabilidade.  

 

Prezados Internautas

 

Os informantes desta coluna integram todos os matizes políticos da cidade.

As opiniões, aqui publicadas, não refletem, necessariamente, o pensamento da redação do Portal Cidade de Itapira.

PCI garante às pessoas citadas o direito de resposta. Para isso, basta que enviem email com a manifestação desejada para: contato@cidadedeitapira.com.br.

A coluna não é porta-voz da verdade absoluta. Limita-se a democratizar a informação política que corre pela cidade. Usa o bom-humor como recurso redacional, sem apelar para as agressões gratuitas ou preconceituosas ou tendenciosas.

 

Nino Marcati, da Redação do PCI.

Fonte: Da Redação do PCI

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Veja Também
16/09/2015 - Dropes nº 415
09/09/2015 - Dropes nº 414
02/09/2015 - Dropes nº 413
30/08/2015 - Dropes nº 412
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

459 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2020 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções