Carregando aguarde...
Itapira, 16 de Dezembro de 2019
Notícia
25/03/2015 | Dropes nº 389

 Não, não quero mais... O governador Geraldo Alckmin recebeu do deputado Barros Munhoz, na segunda-feira da semana passada, o cargo de líder do governo, informando que passaria a dedicar mais tempo para as cidades que representa, pedindo para ser poupado de uma nova indicação. Desde então, Munhoz não se cansa de dizer que está vivendo no céu!

Dose pra leão Alckmin entendeu o recado, reconheceu que Munhoz ocupou nos dois últimos mandatos a liderança e a presidência da Alesp e, para quem entende do riscado, sabe que oito anos seguidos nessas funções, é dose pra leão.

Confia no taco Regimentalmente o governador tem dez dias para indicar o novo líder, prazo que vence esta semana. Nesta terça-feira, como o líder ainda não foi indicado e diante da necessidade da presença dele para prestar esclarecimentos, Alckmin não teve dúvida, incumbiu Munhoz para a tarefa.

Objetividade A sessão da Câmara Municipal desta terça-feira foi aberta com o regimento com as alterações aprovadas na semana passada que reduziram os tempos dos discursos, defesas de projetos, apartes e justificativas de voto. Como esperado, os trabalhos ganharam agilidade e os discursos, antes dispersivos, ganharam objetividade.

Cadeira vazia Não se sabe qual foi a razão da ausência do Dr. Rafael na sessão desta terça, mas o fato é que os vereadores desta legislatura continuam com a disposição de não abrir espaços para os suplentes. A cadeira ficou vazia.

Silêncio Em face da denúncia que envolveu o presidente da casa com relação ao uso indevido do automóvel oficial, nenhuma palavra foi mencionada, nem na situação, nem na oposição.

MP O silêncio dos vereadores, segundo os comentários, foi atribuído à suposta iniciativa do Ministério Público que teria feito contato com a Câmara para saber o endereço do presidente e do motorista.

Mosquito Para uns, como tem MP na parada, é melhor aguardar o caminhar das investigações. Para outros, quem tem o rabo preso, boca fechada não entra mosquito.

Tintim por tintim A disposição dos dois convocados será de, durante a arguição, contar tintim por tintim e não deixar nenhuma dúvida sobre o acontecido. Aliás, para o presidente Zé Branco armaram contra ele uma bem planejada arapuca e declarou: “tudo será devidamente esclarecido e se cometi algum erro, farei o que deve ser feito.”

Nova comissão Depois da novela, finalmente foi publicada no TRE SP a formação da nova comissão executiva do PRB local. Na presidência, conforme já anunciado, Juliano Feliciano. Como vice, Sebastião Batista da Silva; na tesouraria, José Carlos da Silva; Marcio Carlos como secretário geral e Benedita de Lourdes Mota Silva como vogal.

Mais... Segundo o novo presidente do PRB de Itapira, Juliano Água Suco, o partido está revendo os erros cometidos para que o partido se posicione junto ao município como defensor dos seus interesses. “Queremos crescer! Precisamos trabalhar, cada vez mais.”

Outra face Juliano Água Suco costuma usar parábolas para avaliar os acontecimentos. Nesta terça-feira, tascou: “quando a gente leva um tapa na cara, devemos oferecer a outra face como alvo. Mas tem que ser a face da verdade, da justiça e do trabalho.”

O do pandeiro Já que o assunto é Juliano Água Suco, ele foi convidado para um aniversário de um amigo. Juliano, com ares de num tô nem aí, devagarinho foi chegando perto dos músicos, sacou um pandeiro e começou a mostrar seus dotes musicais e cantou. Quem ouviu, disse que o cara leva jeito. Mas teve amigo sugerindo para que ele continue só ouvindo música.

Grande ator Claudio Marzo, 77 anos, falecido no último domingo, 22, além de ser reconhecido como um grande ator era reverenciado pelos brasileiros que lutaram contra a ditadura militar instalada no país após o golpe de 1964.

Arma O AI-5 (Ato Institucional nº 5) foi baixado em dezembro de 1968, se firmou por traduzir como o momento mais duro do regime militar, vigorando por dez longos anos, produzindo ações arbitrárias de efeitos duradouros, dando poderes  de exceção aos governantes para punir os “inimigos” da ditadura.

Desafio O país buscava força para resistir, mas estava mudo, até que no dia primeiro de maio de 1969, um grupo de jornalistas, escritores e artistas, apesar da proibição imposta pelo AI-5, resolveu realizar uma manifestação no Rio de Janeiro. Havia um texto para lido.

Repercussão A ideia era que alguém conhecido do grande público fizesse a leitura daquele texto para que o ato ganhasse repercussão maior, mas como existia o risco de represálias, da perda do emprego e até prisão, nenhum nome foi indiciado ou consultado. Esperaram...

A primeira Em meio às dúvidas, Claudio Marzo que estava presente no evento, se apresentou, pediu para dar uma lida no documento, aprovou o conteúdo, subiu no coreto transformado em palanque e fez uma leitura memorável, marcando a primeira manifestação política pós-AI5.

 

Virou a notícia O conhecido repórter policial, Adilson Fernandes, habituado a cobrir acidentes, nesta segunda-feira acabou cobrindo o próprio acidente que envolveu ele e o irmão dele. Felizmente, nada de grave aconteceu, o irmão continuava internado até o início da madrugada, mas passa bem e deverá receber alta a qualquer momento.   

 

Fonte: Da Redação do PCI

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Veja Também
16/09/2015 - Dropes nº 415
09/09/2015 - Dropes nº 414
02/09/2015 - Dropes nº 413
30/08/2015 - Dropes nº 412
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

303 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2019 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções