Carregando aguarde...
Itapira, 06 de Dezembro de 2019
Notícia
05/08/2015 | Dropes nº 408

Visita coreana Na semana que vem, no dia 12, Itapira receberá uma comitiva formada por membros do Ministério do Meio Ambiente e empresários coreanos. Os visitantes serão recebidos pelo prefeito José Natalino Paganini que estará acompanhado do Prefeito de Amparo, Luiz Oscar Jacob, e do Superintendente do Cisbra,  Hilário Piffer Junior.

Motivos... Itapira foi escolhida pelo Ministério do Meio Ambiente por conta da eficácia na implementação do Plano Municipal de Resíduos Sólidos e integração com a Ascorsi, responsável pela reciclagem. Há quem diga que os coreanos estarão, também, sondando o município para futuros investimentos.

Falta de educação Nas conferências da Saúde e da Educação realizadas no município, alguns participantes, entre eles representantes do povo, desrespeitaram frontalmente os palestrantes e conversavam entre si como se estivessem numa mesa de bar.  Nesta terça-feira, no discurso de abertura da conferência da Assistência Social Paganini aproveitou a oportunidade ao perceber que alguns participantes não estavam nem aí para os assuntos em pauta, lembrou o antigo provérbio: “falar é prata, silêncio é ouro”. Segundo Paganini essas pessoas não participam das conferências para contribuir, mas para fazer delas um palanque para as suas pretensões eleitorais.

Cuidar dos animais O prefeito Paganini vem recebendo parabéns pelas iniciativas de proteção e cuidado com os animais. A todos, no entanto, faz o seguinte comentário: “Doar a área para a UIPA, realizar as castrações, propor a Lei de Proteção Animal e criar a Divisão de Proteção e Bem Estar Animal foram atitudes importantes e causaram boas repercussões, mas será a prática cotidiana que traduzirá os efeitos. Ou seja, o sucesso das iniciativas aumentou a minha responsabilidade. Estou em contato direto com Rogério Oliveira que está fazendo um trabalho fantástico nessa área”.

Em pé de guerra Quem não recomeçou o semestre legislativo tranquilo foi o deputado Barros Munhoz que teve de enfrentar nesta terça-feira a forte pressão dos servidores estaduais e outros ativistas. Munhoz está antevendo um semestre de grandes dificuldades para o legislativo paulista.

Inclusão e Acessibilidade No retorno do recesso, a Câmara Municipal de Itapira, sem temas polêmicos na pauta, projetava uma sessão tranquila, principalmente depois que a vereadora pedetista mogimiriana Dayane Amaro Costa convidou os presentes para a 6ª Caravana da Inclusão, Acessibilidade e Cidadania que acontecerá no dia 07 de agosto, das 9h às 17h, no prédio da “Rede Lucy Montoro”, em Mogi-Mirim.

Sobrou exclusão... A tranquilidade não chegou até o fim. Depois que os vereadores oposicionistas usaram a tribuna para criticar a secretária de educação, Flavia Rossi, sobre o sistema de cadastro de creches durante o recesso escolar, assim que o líder Mauricio de Lima usou a tribuna para prestar os esclarecimentos solicitados, o vereador Marquinhos gesticulava, sorria para o público, fazia ou recebia ligações no celular, levando o vereador Carlão Jamarino a adverti-lo sobre o comportamento deselegante e desrespeitoso.

Exclusão de respeito A advertência do vereador Carlão Jamarino, segundo as pessoas que estavam próximas, foi serena sem que a maioria dos presentes percebesse qualquer anormalidade. Terminada a sessão, Marquinhos, ao tirar satisfação, ouviu Carlão Jamarino elevar o tom das críticas e os dois começaram o bate-boca até que, quando saia do plenário, Marquinhos disse “você não é homem...”. Profundamente irritado, Carlão partiu para cima do ofensor e se não fosse a turma do deixa disso, certamente o pau iria comer. Ficou só num empurrão.

Exclusão de controle Quem assistiu a íntegra da encenação do vereador excluído do grupo governista deu razão ao vereador Carlão. Algumas pessoas chegaram a dizer que ninguém tem sangue de barata para aguentar tantos desaforos. Outras, no entanto, condenaram a reação do vereador Jamarino dizendo que cabia a ele manter o controle da situação, já que o outro vem buscando, sistematicamente, desestabilizar a bancada que o excluiu.

Inacessibilidade à regra O presidente da mesa, Zé Branco, acabou sendo criticado por conta da beligerância com que vem conduzindo as sessões diante dos vereadores que insistem em sair da pauta, que ultrapassam os tempos de uso da palavra, que usam o espaço da justificativa de voto para dar sequência ao discurso ou para condenar o voto dos colegas e quebram o decoro parlamentar. Além disso, diante dos abusos verbais de alguns assistentes na galeria, o presidente se limita ao repetitivo pedido de “por favor...” e nada mais.

Ausência Nenhum vereador soube responder sobre a ausência do vereador petista “Cesar da Farmácia” na sessão desta terça-feira. Mas teve quem tenha questionando sobre a não informação da ausência ao suplente Mino Nicolai. Outra pessoa respondeu: ”Nem pensar, a relação do Cesar com o Mino não é lá aquelas coisas, pode ser que um deles ou os dois não permaneçam no PT até outubro, um para cada lado.”

Título do não sabia O vereador Marquinhos propôs e foi aprovado um voto de congratulação com o Sr. Arnaldo Franco pelo octogésimo aniversário. Até aí tudo bem. Ao finalizar o discurso o vereador resolveu sugerir que a casa aprovasse um título de cidadão itapirense ao homenageado. O vereador Carlinhos ao justificar o voto informou ao Sr. Arnaldo que o título de cidadão já tinha sido proposto por ele, foi aprovado e a casa marcará oportunamente a data da solenidade.

Ops! Os vereadores quase que cometeram uma gafe em relação ao ex-vereador Sebastião Manoel recentemente falecido. Não houve a proposta de suspensão do pequeno expediente como vinha ocorrendo nos casos semelhantes. Descoberta a falha, três vereadores usaram a tribuna para homenagear o ex-vereador e a sessão foi suspensa por quinze minutos.

PDT de Orcini O grupo oposicionista na tentativa de angariar partidos para as coligações nas eleições do ano que vem tentaram conquistar o PDT, mas o Diretório Estadual optou em deixar o partido com o Toninho Orcini.

Opção Pesou na escolha de Orcini o currículo político que ele apresenta, mas não foi esse o principal argumento. Diante do assédio de alguns itapirenses interessados em assumir o PDT local, o Diretório Estadual consultou os candidatos pedetistas melhores votados em 2012 perguntando-lhes se desejavam que a presidência ficasse com a Cristina, com o Noé ou com o Orcini. Todos optaram por Orcini.

Situação O que mais impressionou a Executiva Estadual foi saber que o ex-vereador Toninho Orcini deverá ser candidato a vereador na coligação com os partidos governistas, diferente do que ocorreu em 2012 quando saiu como vice na chapa de Alberto Mendes, e mesmo assim a preferência dos candidatos mais votados à verença recaiu sobre o decano da política itapirense. 

 

Fonte: Da Redação do PCI

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Veja Também
16/09/2015 - Dropes nº 415
09/09/2015 - Dropes nº 414
02/09/2015 - Dropes nº 413
30/08/2015 - Dropes nº 412
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

1653 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2019 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções