Carregando aguarde...
Itapira, 15 de Dezembro de 2019
Notícia
19/08/2015 | Dropes nº 410

Neve preta A chuva de carvão da palha da cana supostamente atribuída à Usina N. S. Aparecida continua desagradando à população itapirense e, particularmente, as donas de casa. A direção da empresa participou de uma reunião nesta segunda-feira no auditório da ACEI. Advinha qual foi o prato principal?

Vai longe! A legislação estabelece que para as áreas mecanizáveis o prazo para eliminação total das queimadas vai até 2021 e para as áreas não-mecanizáveis e locais com estruturas de solo que impedem a mecanização até 2031.

Tá quase! Por essa lei, como parte da área de canavial de Itapira encontra-se em áreas não-mecanizáveis, a cidade só ficaria livre dos carvões em 2031. Felizmente, em 2007, a Usina N S Aparecida firmou Protocolo de Cooperação e assumiu o compromisso de antecipar a eliminação da total da queima da palha da cana para 2014 para os terrenos com declividade até 12% e 2017 para as demais áreas.

A pergunta é uma só: se a Usina assumiu o compromisso, por que aumentaram as queimadas este ano? Durante a apresentação, a direção da Usina explicou que para atender o protocolo assinado em 2007 foram investidos cerca de 30 milhões em equipamentos e que não tem sentido imaginar que a empresa esteja utilizando a queimada nas áreas que as máquinas fazem o serviço.

Além disso, com a queimada, trabalhadores precisaram ser contratados para cortar a cana aumentando as despesas. As máquinas só trabalham com o canavial não queimado.

Tem mais. “A cana não queimada apresenta maior rendimento para a produção de açúcar e álcool. Esse aumento nas queimadas só trouxe prejuízo para a Usina”, explicaram.

Então ficou a pergunta: como e porque essas queimadas aconteceram? A direção não soube precisar. Acredita tratar-se de queimadas criminosas e que ocorrem de forma sorrateira com o intuito de jogar a população contra a Usina ou simplesmente provocar prejuízo.

Quem? Diante do questionamento sobre quem poderia ser o autor desses crimes, disseram: “pode ser ex-funcionários que não aceitaram as demissões; pode ter cunho político, não necessariamente partidário; pode ser ato de vandalismo e até incêndio natural em função da seca acentuada!”

Controle Foi esclarecido, também, que as queimadas são controladas pela Cetesb e quando elas ocorrem acidentalmente cabe à Usina registrar um boletim de ocorrência, acionar a brigada de incêndio etc.. Acontece que nem sempre a polícia aceita o referido registro, fica a dúvida sobre a autoria e não combate ao crime. Nesse ponto, o prefeito Paganini se prontificou a intermediar junto ao órgão policial.

Demais... Segundo a defesa civil, enquanto no ano passado ocorreram 112 incêndios em matas ou canaviais registrados, este ano, até a semana passada ocorreram 136. Mais do que o dobro na metade do tempo.

Mais mato queimando Outro dado da Defesa Civil é o tempo de 139 horas gastos na contenção das queimadas desde junho. Dessas 139, 9 horas foram dedicadas em incêndios em cana e mato, conjuntamente. Esse dado mostra o quanto as queimadas atingiram a zona rural nesse período de seca.

Cidadão O deputado Barros Munhoz recebeu na última sexta-feira, 14, mais um título de cidadão. Desta vez foi da cidade de Paraiso. A solenidade ocorreu na Câmara Municipal e contou com a presença maciça dos políticos paraisenses e daquela região. Antonio Celidônio Ruette não só esteve presente ao evento como hospedou o antigo adversário político. Hoje, Barros Munhoz e Toninho Ruette são grandes amigos.

Quem gosta de política, não perde! No próximo sábado, o deputado Barros Munhoz estará ao vivo pelas ondas da Rádio Clube para o tradicional programa de entrevistas. Os assuntos ligados à politica local, regional, estadual e nacional serão abordados e discutidos sem papas na língua.

Ordem na casa A sessão da Câmara Municipal desta terça-feira transcorreu de forma mais tranquila do que o habitual. Parece que a advertência do presidente Zé Branco está colocando ordem na casa. Os questionamentos mais apimentados ocorreram por conta de um requerimento à Secretaria de Educação que relatasse os desistentes das vagas por conta da distância das residências. Outro assunto apimentado foi a não ativação até hoje da casa da gestante.

Ninguém passa na frente Com relação aos desistentes, Carlão Jamarino esclareceu que hoje existe um compromisso formalizado com o Ministério Público onde é informada a relação das solicitações, com dia e horário de inscrição, assim como deve ser noticiado no Jornal Oficial a lista das crianças convocadas para as vagas. “Logo, para saber informações a respeito desse assunto, basta que o vereador procure a Secretaria de Educação”, garantiu Maurício de Lima.

Entrouxado Sabe-se que alguns vereadores furam fila induzindo algumas mães a entrarem na justiça para garantir a vaga. Além de desrespeitar quem entrou antes na fila, esses vereadores comprometem a qualidade da educação já que a justiça não cria a vaga propriamente dita, mas entrouxa o aluno na turma alterando o limite pedagogicamente determinado.   

É fácil... Quanto ao assunto da não ativação da Casa da Gestante depois de quase um ano da inauguração, o próprio prefeito José Natalino esclareceu: “nós fizemos a nossa parte, mas o governo federal não fez a parte dele. Até hoje não liberou os recursos para a compra dos equipamentos. Espero que os vereadores oposicionistas ajude a cidade cobrando e pressionando os parlamentares dos partidos deles. Até nisso nós estamos fazendo a nossa parte. Estamos cobrando o governo sistematicamente. Fazer cobranças na tribuna da câmara é fácil...”.

Só vê... O vereador petista, Cesar da Farmácia, ocupou a tribuna da Câmara para cobrar a administração atual sobre o sistema de saúde, o Hospital Municipal e a falta de medicamentos. O líder Mauricio Casimiro de Lima achou engraçada a fala do vereador que fala sem olhar para o próprio rabo.

... o que quer! “O senhor sabia que o governo federal cortou mais de R$ 11 bilhões da saúde. O senhor sabia que enquanto o governo do PT manda para o nosso município R$ 18 mil para compra de medicamentos, nós gastamos dez vezes mais para não deixar a população desassistida?”

Comparação Na sequência, o vereador Maurício desfilou uma lista de dados comparando o 1º quadrimestre de hoje com o mesmo período na administração anterior que tinha o PT como vice-prefeito.

Alguns dados: os procedimentos da rede básica saltou de 85 mil para 181 mil; os exames laboratoriais de 62 mil para 101 mil; o transporte para tratamento fora do município pulou de 4 mil para 9 mil. “Todos os demais procedimentos tiveram crescimento significativo, mesmo não recebendo tanto dinheiro do governo federal como no tempo da vaca gorda”, disse Maurício.

Prato cuspido! Quem bateu recorde no discurso desta terça-feira foi o vereador Pedro Stringuetti. Falou bastante. Disse que tinha mais o que falar, mas preferiu deixar espaço para novos recordes nas próximas sessões. Dr. Pedro foi duro: “acho que tem gente aqui que conhece bem o riscado, mas prefere cuspir no prato que come” e finalizou sem dar o endereço: “quem não se adapta aos tempos difíceis ou é louco ou é inconsequente!”

Pizza sem agrado Quando o Dr. Pedro começou a discursar tinha um frequentador das sessões que esperava ter sido citado e bastante elogiado por conta das deliciosas pizzas preparadas e oferecidas ao vereador até ele se esbaldar. O pizzaiolo entristecido é o famoso Orlando, o mestre cuca das noitadas itapirenses.

Zé prefeito? O vereador e presidente da Câmara, Décio da Rocha Carvalho, tem sido questionado se continua na política ou se pretende pendurar a chuteira. Zé Branco tem falado que a intenção é de se aposentar, mas diz que é pressionado a continuar. Disse também que vem sendo espremido pelo PSB regional a sair candidato a prefeito. Sobre esse assunto, a resposta está na ponta da língua: “o meu candidato a prefeito será o candidato do grupo”.

Sem motivo? Já o Doutor Rafael não esconde o desejo de sair candidato majoritário nas próximas eleições. Há quem diga que ele seria o vice da chapa de Toninho Bellini. Uma pessoa que estava por perto e acompanhava a conversa garantiu que o ex-prefeito jamais aceitaria Rafael na chapa dele, sem explicar o motivo.

Enigmático Mas quando alguém disse que existe grande possibilidade do ex-prefeito Toninho Bellini não sair candidato por conta da inelegibilidade e que o vereador ortopedista dá como certa tal possibilidade para sair candidato a prefeito pela oposição, Rafael não escondeu o jogo: “eu vou ficar na minha. Vou aguardar os acontecimentos. O que tiver que ser será!”

Impedimento oportuno Um amigo de Toninho Bellini tem dito que a melhor coisa que pode ocorrer para o ex-prefeito é o impedimento judicial da candidatura dele no ano que vem. Para esse amigo é muito melhor não disputar por estar impedido passando a ideia de ter sido injustiçado, que disputar e perder feio. “Ele saiu bastante arranhado do governo, seus candidatos tiveram desempenho pífio”.

Perseguição O amigo ainda explicou como o ex-prefeito tem pensado: “que o grupo está esfacelado, deve ter mais de um candidato da oposição disputando; sabe que não conseguirá montar uma chapa de vereadores para um bom desempenho; sabe que a imagem dele ainda está intimamente ligada ao ex-vereador Manoel Marques e que isso lhe tira pontos; sabe que não terá apoios significativos na esfera estadual e federal e que Paganini terá o apoio de Barros Munhoz, do PSDB e que esses apoios fazem diferença. Conclusão: é melhor ele ficar na marca da injustiça e da perseguição.”  

 

Fonte: Da Redação do PCI

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Veja Também
16/09/2015 - Dropes nº 415
09/09/2015 - Dropes nº 414
02/09/2015 - Dropes nº 413
30/08/2015 - Dropes nº 412
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

412 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2019 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções