Carregando aguarde...
Itapira, 08 de Agosto de 2022
Artigo
06/02/2012 | Faça sua parte
A preservação ambiental é um assunto cada vez mais presente na nossa sociedade. Com a crescente escassez de recursos naturais, parte da população se conscientizou da necessidade de se empenhar na conservação da natureza.
 
A proibição da distribuição gratuita de sacolinhas plásticas visa reduzir a quantidade de resíduos plásticos lançados na natureza e nos aterros, que na maioria das cidades opera com sua capacidade perto do limite, e no caso de São Paulo e Rio de Janeiro, sem áreas disponíveis para criação de novos aterros e/ou outras formas para a destinação correta dos resíduos.
 
Outro problema causado pela enorme quantidade de sacolinhas é o entupimento dos bueiros, que na época das chuvas trazem grande transtorno à população.
 
Nos acostumamos com as sacolinhas. Elas servem para levar compras, colocar lixos, transportar objetos, colocar roupas sujas etc.
 
Na Europa, Estados Unidos e Japão, as sacolas plásticas destinam-se unicamente para levar as compras. No Japão, após o uso, as sacolinhas são descartadas como lixo plástico e são encaminhadas para as usinas de tratamento de lixo, onde o material é separado, ficando a disposição para as empresas de reciclagem.
 
O lixo doméstico é acondicionado exclusivamente nos sacos de lixo, para diferentes necessidades: restos de alimentos, plásticos, papel, vidro, separados em  sacos específicos de cor diferente para cada necessidade.
 
Mas tudo tem dois lados, se usarmos uma bolsa de tecido, podemos economizar 8 sacolinhas plásticas por semana. Ou seja, 24 sacolinhas por mês, 288 por ano e 22.176 ao longo da vida.
 
Se apenas uma em cada cinco pessoas fizer isso no Brasil, deixaremos de jogar 1.330.560.000.000 sacos plásticos na natureza.
 
Mas e o saco de lixo? Também é de plástico e vai continuar agredindo o meio ambiente? Os sacos para lixo comprados em supermercados são especificamente para essa finalidade. São feitos com uma mistura de material reciclado, usando outros tipos de plástico. Já os de supermercado não, pois como receberão alimentos, precisam, por norma, serem feitos com matéria-prima 100% virgem. Isso por si só torna os sacos de lixo mais adequados e menos danosos.
 
Mas lembre-se de utilizá-lo corretamente. Existem capacidades diferentes para cada necessidade, portanto, não descarte o saco de lixo enquanto não estiver completamente cheio.
 
Fonte: APAS (Associação Paulista de Supermercados)
 
Siga-nos nas redes sócias:
Twitter: @clovisakira
Facebook.com/clovisakira
Fonte: Clovis Akira

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Outros artigos de Clovis Akira
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

1832 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2022 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções