Carregando aguarde...
Itapira, 16 de Agosto de 2022
Notícia
30/12/2021 | James Webb pode trabalhar por mais de 10 anos, conclui NASA

A NASA concluiu uma reavaliação da disponibilidade de combustível do Telescópio Espacial James Webb, agora afirmando que a missão pode durar mais que os 10 anos inicialmente esperados dela.

O James Webb foi finalmente lançado em 25 de dezembro de 2021 – após inúmeros adiamentos. Como faz em todas as suas missões de longo prazo, a agência espacial americana disse que esse projeto teria uma duração mínima de cinco anos, com especialistas apontando para pelo menos o dobro deste número.

Agora, por meio de um comunicado publicado na manhã de quarta-feira (28) em seu site oficial, a NASA disse que o James Webb pode trabalhar por “significativamente mais tempo” que 10 anos, após uma avaliação concluir que o telescópio na verdade exige menos combustível do que se pensava para corrigir sua trajetória.

“A nossa análise revela que menos propelente é necessário para ajustar a trajetória do Webb em direção à sua órbita final no Segundo Ponto de Lagrange, conhecido como ‘L2’, uma região de equilíbrio gravitacional no lado oposto da Terra em relação ao Sol”, diz trecho do comunicado. “Consequentemente, o James Webb poderá contar com muito mais do que a quantidade estimada de base do combustível – embora muitos outros fatores ainda possam influenciar a duração de sua operação”.

Em outras palavras: não é como se o telescópio tivesse combustível “a mais”, mas sim o “normal” dele que acabará durando mais tempo do que o esperado.

São dois os motivos para isso, segundo a avaliação técnica: o primeiro é a precisão de trajetória do foguete Ariane 5, da empresa Arianespace, que acabou superando as expectativas da NASA ao ser lançado de forma bastante próxima do curso original.

O segundo também tem a ver com precisão, mas esta, do próprio telescópio: recentemente, o James Webb passou por manobra de ajuste de trajetória, mas o volume de combustível usado foi consideravelmente menor do que o esperado porque o desvio corrigido não era tão grande para um gasto maior.

O telescópio espacial James Webb conta com compartimento próprio para combustível, para finalidades de acerto de seus vários movimentos: não apenas a correção de curso até ele chegar em seu local desejado, uma vez lá também serão realizados movimentos de ajuste de órbita e rotação, a fim de garantir que seu posicionamento seja sempre aquilo que a NASA desejar.

Vale lembrar, contudo, que o telescópio não dependerá desse combustível para fins energéticos: ele conta com diversos painéis solares que vão capturar a luz do Sol e assegurar o funcionamento de seus sistemas e dispositivos.

O James Webb vem sendo considerado o sucessor do telescópio espacial Hubble, que foi originalmente lançado em 1990 e já está no fim de sua longeva “carreira”.

 

Fonte: Da Redação do PCI

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Veja Também
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

1425 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2022 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções