Cadê o paletó! " />

Carregando aguarde...
Itapira, 14 de Dezembro de 2019
Notícia
19/11/2014 | Dropes nº 373

Reeleito O prefeito Paganini foi reeleito, por aclamação, durante a assembleia do Consórcio de Estradas CEMMIL, para o biênio 2015/2016 como presidente para administrar os cuidados com as estradas rurais de quatro municípios: Itapira, Mogi-Guaçu, Mogi-Mirim e Leme.

Catarata A exemplo do que ocorreu em 2013, na primeira semana de dezembro, dia 6, mais um mutirão de cirurgias de catarata acontecerá em Itapira. Nesta etapa, serão atendidos cerca de 150 pacientes que já passaram pelo mesmo procedimento em um olho no ano passado. Neste ano, a carreta-hospital, específica para a realização deste tipo de cirurgia, será instalada defronte ao CAIS Irmã Angélica, na Vila Penha do Rio do Peixe, para oferecer maior conforto aos pacientes durante a espera.

Quer zerar! O prefeito Paganini quer manter o mutirão da catarata na expectativa de o mais rapidamente possível zerar o número de pacientes que sofrem com essa doença, levando a todos mais dignidade e melhor qualidade de vida.

Congresso Nesta quarta-feira, o prefeito Paganini participará do 15º Congresso da Facesp prestigiando os companheiros da federação, os amigos da ACEI que será homenageada pelos 75 anos de existência e levar o abraço de Itapira ao governador Geraldo Alckmin.

Homenagem A sessão da Câmara Municipal desta terça-feira dedicou o pequeno expediente ao empresário e ex-vereador Gilberto René Dellargine falecido no último sábado. Como é o costume, o presidente Carlos Alberto Sartori ocupou a tribuna para as devidas homenagens.

O povo reclama Sem o pequeno expediente, os vereadores atenderam os usuários do sistema de transporte oferecido pela prefeitura nos tratamentos especiais de saúde que se deslocam para as cidades vizinhas.   

Insegurança Durante a conversa com os vereadores, os usuários solicitaram o retorno do sistema anterior que buscava cada um deles em suas próprias residências. Hoje são marcados pontos de embarque e o deslocamento das pessoas até esses pontos gera dificuldades e insegurança.

Adequação Segundo a Secretaria da Saúde, a mudança no sistema atendeu uma solicitação dos próprios usuários que reclamavam do tempo perdido no percurso e do atraso que a espera acabava atrasando a viagem e perdendo horários dos exames/consultas previamente programados.

Solução Depois de ouvir atentamente o pedido dos usuários, Carlinhos Sartori juntamente com os demais vereadores, se comprometeu a levar o problema ao prefeito Paganini e buscar a melhor solução para todos.

Sem paletó O vereador Marquinhos ao pedir a palavra e subir para a tribuna, percebendo que estava sem paletó, emprestou o paramento protocolar do colega Zé Branco. Mas como o dito cujo ficou muito grande e ele não queria sair mal na fotografia, devolveu e emprestou do colega Juliano. Dr. Rafael e Cesar reclamaram: “ele deveria ter vestido o paletó dos companheiros de bancada, da bancada oposicionista!”

Prioridade A discussão da noite ficou por conta do pedido de informações sobre a instalação de um semáforo no cruzamento da Av. Brasil com a Rua Santa Terezinha, no bairro dos Prados. Dr. Mauricio explicou que a administração priorizou outro cruzamento mais perigoso: o da Rua Pedro de Toledo com a Italianos. E concluiu: “A prefeitura está comprando mais uma peça que será instalada nos Prados”.

Começou a discussão Apesar da explicação dada, os oposicionistas abriram a discussão dizendo que o cruzamento dos Prados deveria ter sido atendido para evitar futuros acidentes. Como disse um assistente: “para os vereadores da oposição a prefeitura tem que fazer tudo, o mais rápido possível”. E completou: “escuta só, esse vereador já foi chamado de covarde, logo, vai receber outro título: escorpião.”

Só sabe cobrar O Dr. Pedro lembrou que não dá para fazer tudo o que se quer, é preciso saber de onde virão os recursos necessários. Já o vereador Juliano Água Suco informou que a prefeitura colocará o referido semáforo a partir do mês de janeiro do ano que vem. De novo, o vereador ortopedista abriu o verbo para exigir de Juliano que até janeiro o tal semáforo deverá estar instalado. Juliano reiterou dizendo que é a partir de janeiro e não até janeiro e finalizou: “o trabalho de quem não faz nada é só cobrar!”

Produtividade Esta sendo estudada a criação de um grupo externo, suprapartidário, para avaliar e catalogar a ação dos vereadores em relação ao tempo perdido nas longas e desnecessárias discussões, a ineficiência dos discursos e colecionar as barbaridades proferidas. Tanto as colocadas na Câmara, como as publicadas na imprensa ou na Internet.  

Falar por falar Tem vereador que acha que o importante é falar bastante, é aparecer, sem se preocupar com o conteúdo, com a lógica e muito menos com a coesão. O resultado desse trabalho servirá para orientar aos eleitores nas próximas eleições e tentar melhorar as futuras legislaturas.

Não é por aí Pelo visto, poucos vereadores sabem que a essência da ação legislativa é justamente “parlamentar” (do latim, parlare, que significa falar). Mas é falar bem, bonito, corretamente, de forma inteligível para que todos consigam acompanhar o raciocínio. A palavra é uma grande arma, mas só para quem sabe usá-la.

Não para, não para... Para a Polícia Federal, a saída do corrupto que poderá ser premiado pela delação, Paulo Roberto Costa, o esquema de corrupção continua a todo vapor na Petrobras, está investigando os pagamentos realizados neste ano.

Golpe paraguaio As manifestações que pedem o impeachment de Dilma Rousseff não são tão inocentes como muita gente imagina. Está em andamento um golpe articulado pelos ministros do STF Antonio Dias Tofolli e Gilmar Mendes.

Sem diplomação Como para aprovar o impeachment exige 2/3 no Congresso Nacional, número difícil de ser atingido, o caminho encontrado poderá desembocar na Justiça, onde a não aprovação das contas impede a diplomação.

Ilicitudes Golpe teria sido engendrado para que Gilmar Mendes rejeite as contas ligando financiamento oficial à campanha, repassado pelos recursos denunciados pela Operação Lava Jato. É esperado que o TSE cumpra a lei em relação à prestação de contas, o problema é que o golpe paraguaio anda forçando a barra e apontando ilicitudes.

Por outro lado... A lei deveria ser cumprida por todos, não é verdade? Mas não é assim que vê parte do judiciário brasileiro. Uma agente de transito atuante na Operação Lei Seca, no Rio, estava na blitz que parou um Juiz de Direito, em 2011, que se apresentava sem os documentos do carro, sem placas, sem a habilitação e por isso recebeu voz de prisão pela ousadia de parar um juiz.

Conta a agente:  “O juiz queria que um tenente me desse voz de prisão, que me levasse para a delegacia. O tenente se recusou e o juiz ligou para uma viatura. Os PMs da viatura tentaram me algemar e disseram que ele queria que eu fosse para a delegacia. Respondi que ele queria, mas não era Deus. Eles saíram e informaram ao juiz o que eu havia dito. Ele começou a gritar e me deu voz de prisão, dizendo que eu era muito abusada. Fomos então para a delegacia".

Condenação A primeira instância condenou a agente a pagar multa de R$ 5 mil ao juiz por “abuso de poder”, na sequencia a 14ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro manteve a sentença de primeira instância.  

Censura E como não se bastasse, a 11ª Vara Cível do TJ-RJ condenou, nesta segunda-feira, o jornal "O Globo" e o jornalista Ronaldo Braga a pagarem uma indenização de R$ 18 mil ao juiz que deu voz de prisão à agente da Lei Seca  por ter publicado uma matéria intitulada "Juiz dá calote e tenta prender cobrador". 

 

Fonte: Da Redação do PCI

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Veja Também
16/09/2015 - Dropes nº 415
09/09/2015 - Dropes nº 414
02/09/2015 - Dropes nº 413
30/08/2015 - Dropes nº 412
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

437 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2019 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções