Carregando aguarde...
Itapira, 04 de Julho de 2022
Notícia
16/12/2012 | Dropes nº 217

 ITAPIRA DEBATE com Barros Munhoz

O presidente da Alesp foi o primeiro convidado do programa “Itapira Debate” transmitido, neste sábado, pela TV PCI e Rádio Clube. O deputado foi sabatinado por Nino Marcati, Betuska e Beto Coloço. Muitos ouvintes reclamaram da qualidade da transmissão da Rádio Clube, principalmente no início do programa. O Betuska promete providências. Para os que acompanharam pelo PCI nenhuma reclamação, apesar do recorde de audiência.

Não ficou nada de fora.

Para quem não assistiu ou não ouviu, o programa estará disponível neste domingo no PCI. Foram noventa minutos de polêmicas e esclarecimentos, tanto no campo estadual, como local. Munhoz falou do julgamento no TJ, Encontro dos Tucanos, a dívida com a SABESP, Hotel Fazenda, a situação da prefeitura e sobre o futuro de Itapira.

Matou uma por uma.

Para quem diz que Munhoz foge de determinados assuntos, o programa deste sábado colocou uma pá de cal nessa história. Os três debatedores perguntaram o que lhes deram na telha e Munhoz não se esquivou de nenhuma questão.

Natal sem luz, nem cesta.

Munhoz não escondeu a indignação ao ver o Natal de Itapira sem nenhuma lâmpada colocada pela prefeitura, assim como não perdoou o corte das cestas de Natal para os servidores municipais, uma tradição com mais de trinta anos.

Quero ser deputado.

Apesar da pressão que vem recebendo, tanto dos colegas deputados como do Governo do Estado, Barros Munhoz quer ficar livre para cuidar do mandato de deputado e ajudar o prefeito Paganini: “Aliás, o que eu tenho a oferecer são os meus trinta e seis anos de vida pública, conheço gente do Brasil inteiro, experiência em vários setores. Qual prefeito não gostaria de ter um assessor assim?”

O servidor vai fazer a diferença.

Munhoz alertou a população dizendo que Paganini, apesar da disposição total, levará um tempo para colocar a casa em ordem, mas foi enfático ao dizer que o servidor público municipal fará a diferença e que Paganini é muito bom para motivar as esquipes.

O Mestre ficou mais velho.

Paganini completa, neste sábado, 15, cinquenta e nove anos de vida. Passou o dia fazendo o que mais gosta. O dia especial de aniversário não o tirou do compromisso que cumpre há dez anos.

Concurso suspenso.

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE) suspendeu os concursos públicos para as áreas de Saúde, Educação e Administração que seriam realizados neste domingo, dia 16. Cerca de 1,5 mil candidatos pagaram taxa, estudaram e alimentaram a esperança de conseguir um emprego como servidor público. Será que deu tempo de todos ficarem sabendo da suspensão?

Motivo Nº 1.

O concurso, segundo o TCE, fere o limite de gastos com pessoal, prevendo 53,60% da receita líquida, quando o limite prudencial é 51,30%. Em termos práticos, realizado o concurso, o próximo prefeito, no caso Paganini, teria a obrigação de promover as contratações, que elevaria a folha de pagamento além do limite da responsabilidade fiscal.

Motivo Nº 2.

Ausência total de critérios objetivos para o julgamento da prova prática, possibilitando, dessa maneira, o favorecimento dos concorrentes. Foi omitido o nome e a qualificação dos avaliadores. Será que esses concursos visavam atender apadrinhados?

Motivo Nº 3.

O edital foi dissonante da Lei Municipal n.º 4.157/2007, que alterou a estrutura administrativa da Prefeitura, fazendo exigências não previstas em Lei e não fazendo as exigências previstas em Lei. As exigências, nesse edital, se apresentaram diferentes dos editais anteriores publicados pela mesma administração, para a ocupação dos mesmos cargos.

Motivo Nº 4.

No caso dos médicos para diferentes áreas de atuação (anestesista, cirurgião geral, médico do trabalho, endoscopista, ginecologista, neurocirurgião, pediatra, urologista e plantonista), o edital não traz as exigências de conhecimentos específicos, contrariando o que foi feito, pela mesma administração, em editais anteriores.

Deu no que deu!

Desde o princípio, as pessoas de bom senso questionavam sobre qual seria a razão desse concurso no apagar das luzes do mandato de Toninho Bellini. Será que a atual administração achava que ninguém se preocuparia com a invenção de última hora?

A prefeitura tenta jogar a culpa no outro lado...

Os remanescentes do Novo Tempo estão tentando desqualificar o caráter técnico do relatório elaborado pelo Tribunal de Contas transferindo-o para o campo político. Não seria mais produtivo ao prefeito Toninho Bellini esclarecer os pontos suscitados, explicando, por exemplo, a contratação em caráter emergencial de uma empresa situada no município de Muriaé/MG?

Sem comentário.

A Prefeitura não explicou porque não tem nada o que explicar. A tentativa de realizar esse concurso, se bem intencionada, caberia, no mínimo, uma conversa com o futuro prefeito. Qual seria a razão de prover cargos no final de mandato?

 

Bomba dirigida. 3
 
O alvo era Paganini. O futuro prefeito teria que contratar os aprovados, por conta da legislação dos concursos, e arcaria com o limite de gastos com pessoal acima do limite prudencial de 51,30%. Não bastasse isso, arrumaria uma bela encrenca com a Lei de Responsabilidade Fiscal.

 

Não tinha como escapar.

Caso o TCE não fosse acionado e não suspendesse os concursos, Paganini para fugir das LRF teria que encontrar uma maneira de impedir a contratação dos aprovados. Para esses, o vilão da história seria quem? É aquela história, se aceitasse o concurso, o bicho pegava, se não aceitasse, o bicho comia.

Plano de carreira.

Paganini garantiu à redação do Dropes, que apesar do cancelamento do concurso, tudo fará para cumprir o plano de carreira estabelecido na Lei do Magistério. Mas quer fazer com os pés no chão, não como uma aventura.

Nessa quinta, sai!

As especulações sobre a composição do secretariado serão dizimadas nesta quinta-feira. O prefeito eleito vai reunir o grupo, os vereadores e a imprensa da cidade. Apesar da tentativa dos órgãos em antecipar os titulares, algumas surpresas estão reservadas.

Cancelar o cancelamento.

O PSB de Itapira deverá protocolar no início da semana, no Tribunal de Contas, uma representação contra a decisão da Câmara Municipal que cancelou o reajuste dos subsídios dos vereadores.

O Mestre agradeceu!

Como a ordem é tentar complicar o quanto pode o futuro prefeito, os vereadores da base governista queriam reduzir de 15% para 10% a margem de movimentação no orçamento 2013. O vereador Zé Branco conversou aqui, conversou ali e conseguiu aumentar de 15% para 20% para que Paganini tenha como fazer frente às dificuldades que vai enfrentar. Isso representa quase R$ 10 milhões.

Começou e terminou assim.

Na cerimonia de diplomação ocorrida na quarta-feira, 12, dois políticos justificaram as ausências: Toninho Bellini e Barros Munhoz. Um cidadão que assistia a cerimônia, logo depois da leitura dos ofícios não se conteve: “Nesse ofício do Bellini mudam só a data, o resto é sempre a mesma coisa "(...) em virtude de compromissos inadiáveis assumidos anteriormente". Agora o Munhoz, com certeza deve estar atolado, mas se pudesse, estaria aqui. Essa é a diferença”

Cesar é diplomado só!

Enquanto o plenário da sala do júri estava lotado para prestigiar a diplomação de Paganini, Dado e dos nove vereadores. Cesar, do PT, o único futuro oposicionista eleito não tinha um gato para puxar pelo rabo entre seus pares.  Assim como nenhum ofício de justificativa de ausência foi lido pelo mestre de cerimônia.

Sonia não compareceu, nem justificou.

Neste sábado, quando este redator encontrou com um membro do diretório do PT e perguntou sobre a ausência de representante do partido na diplomação de Cesar, duas respostas foram dadas. A primeira: “Cesar é muito novo no partido e não tinha muita relação com os velhos integrantes”. A segunda: “a obrigação era da presidente Sonia Santos, mas aí já viu, né!”

Não aprendem mesmo!

Os governistas e seus aliados não aprenderam a lição. Perderam partidos, perderam companheiros importantes, mas mesmo assim continuam tratando a política do mesmo jeito. O PT não deveria estar na diplomação dando o maior apoio ao único vereador eleito? Ou será que estão fritando o Cesar para ele sair do partido e a vaga sobrar para alguém?

O caso das próteses.

O Dropes publicou na última edição a cobrança do escritório regional da saúde para que a prefeitura de Itapira encaminhasse as pessoas a provarem a próteses que estavam correndo o risco de serem perdidas.

Falta do que fazer!

Um defensor do Novo Tempo encaminhou recado reclamando que o Dropes deveria checar melhor as informações, pois os casos tinham sido resolvidos. Com se vê, para variar, esse pessoal continua errando do mesmo jeito. O Dropes não criticou a não solução, mas o fato de ter sido cobrada a fazer o que era obrigação. Precisou da cobrança. Isso é que é relevante, o resto é desculpa de quem não tem o que dizer.

Zona de atrito

O TCE também apontou irregularidades na licitação e no contrato com a Estacionamento Central, empresa responsável pelo serviço de Zona Azul da cidade. A prefeitura demorou para enviar os documentos informando que o edital de licitação havia sido reeditado.

Fim de feira.

Excesso de barracas na praça causou desconforto em alguns departamentos da prefeitura que se viram surpreendidos com a quantidade instalada, mas como é fim de feira, ninguém quis por a mão naquele angu. 

Fonte: Da Redação do PCI

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Veja Também
16/09/2015 - Dropes nº 415
09/09/2015 - Dropes nº 414
02/09/2015 - Dropes nº 413
30/08/2015 - Dropes nº 412
2 comentários
19/12/2012 11:12:56 | Nossa Responsabilidade.
" já existe um projeto muito bom, o turismo rural basta dar continuidade com divulgação e investimentos....
16/12/2012 22:12:26 | Luis Carlos Pedroso
ManifestaÇÕes sociais;lanÇo aqui um desafio oa psdb de itapira, e ao seu lider mÁximo, tragam a iniciativa privada para explorar o turismo de itapira! chega de gastar dinheiro publico!
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

967 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2022 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções