Carregando aguarde...
Itapira, 29 de Novembro de 2021
Notícia
03/11/2014 | Secretaria de Educação averigua queixas sobre propagação de piolhos em escolas

Durante esta semana a mãe de uma criança matriculada na EMEI (Escola Munnicipal de Ensino Infantil) Cândido Moura, localizada no bairro do Cubatão, se queixou que seu filho teria apanhado piolho na escola. Ainda conforme afirmou a mãe – que solicitou anonimato – o epicentro da situação seria o conjunto habitacional São Judas Tadeu. “Boa parte dos casos tem origem no São Judas”, disse.

 
Alguns moradores do referido conjunto confirmaram a preocupação com os piolhos. Maria da Penha Silva, moradora do bloco 6, disse que sua filha frequenta a Emei Cândido Moura e apareceu com piolho em casa mais de uma vez. “Não tem como dizer que ela pegou lá. Mas o fato é que isso me deixou preocupada”, afirmou. Maria da Penha conta que toma cuidados básicos como passar o pente fino nos cabelos do menino G.V.S, de seis anos. Jane Moroni, do bloco 7, tem o filho L.V matriculado na escola e disse que ele nunca pegou piolhos. “Não é um assunto novo este. A gente ouve conversas de pessoas que falam que os filhos pegaram. Mas não dá para culpar a escola. A gente vai em reunião de pais e as professoras nos orientam a não relaxar. Tem até uma placa alertando as mães para que tomem cuidado. No meu caso eu lavo o cabelo dos meus filhos todos os dias e passo pente fino. È bom não dar chance para o azar”, recomendou.
 
Uma moradora que disse residir a pouco tempo no bloco 6 afirmou que a conversa em torno de piolhos em escolas e creches não é novidade. “A gente ouve a todo instante comentários a respeito de crianças em creches e escolas com piolho. Rosana Cunha da Silva, do bloco 4, referendou as palavras da vizinha. Segundo ela, o problema do piolho existe em escolas de toda a cidade, até fora da rede pública. Ela disse que é transportadora de alunos e por isso conhece o problema mais de perto. “Acho que querer desviar o foco do problema para o São Judas é tapar o sol com a peneira. Algo preconceituoso. Problemas com piolhos sempre existiu até em escolas que não são da Prefeitura”, colocou.
 
Averiguação
 
 
Uma fonte ligada à Secretaria de Educação do Município, familiarizada com a situação das Escolas de Ensino Infantil e Ensino Fundamental. Segundo ela, oficialmente não chegou nenhuma reclamação de que algo fora do normal em se tratando de piolhos estaria ocorrendo em qualquer escola municipal. Ela reforçou o que disse a moradora Jane Moroni, dizendo que existe a preocupação de tratar do assunto da forma mais transparente possível. “Quando um caso chega ao conhecimento da direção da escola, existe todo um procedimento para que a família seja inteirada das providências que devem ser tomadas, como por exemplo, requisitar o medicamento específico na rede municipal de saúde, e fazer o trabalho de higienização. O que não se admite é cercear os direitos dessa criança, fazendo com que ela seja afastada da sua rotina normal do dia-a-dia”, explicou.
 
Ainda segundo a autoridade consultada, ela iria determinar uma averiguação para saber se na Escola Cândido Moura vem ocorrendo algo fora da normalidade. “Irei conversar com a diretora da escola para saber melhor deste caso. Quando existe a suspeita de que ocorre um aumento exponencial do número de casos, a orientação é levar o assunto ao setor de Vigilância Epidemiológica para que outras providências possam ser adotadas”, finalizou.
Fonte: Da Redação do PCI

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Veja Também
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

705 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2021 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções