Carregando aguarde...
Itapira, 11 de Agosto de 2022
Notícia
23/12/2012 | Programa de transferência de renda colhe resultados animadores

 

Embora tenha maior visibilidade por causa do alcance de abrangência nacional  e do grande número de famílias que beneficia, o programa Bolsa Família, do governo federal, não  é o único programa de transferência de renda existente no município. Conforme apurou A Cidade, um deles, mantido pelo governo paulista e que leva o sugestivo nome de Programa Ação Jovem, vem colhendo bons resultados junto a um público de 20 estudantes que freqüentam a rede estadual de ensino e que se encaixam dentro do perfil de atendimento a que se propõe a iniciativa.
 
O Quartel General do programa funciona no Centro de Referência em Assistência Social (CRAS 1) que funciona na avenida São Paulo. Ali a psicóloga Érica Regina de Castro, coordenadora do CRAS e a assistente social Vanessa Thaís Nemes, responsável pela execução do projeto aqui em Itapira contaram para a Cidade que o programa existe na verdade desde 2005 e atende jovens com idade entre 15 e 24 anos. “Há pouco mais de um ano recebemos uma orientação via Secretaria de Assistência Social do governo de São Paulo para dar uma revitalizada no programa. Apesar do atrativo financeiro, havia necessidade da criação de novos mecanismos que atraíssem a atenção e a participação destes jovens”, contou Érica.
 
A colega Vanessa disse que foi elaborado um plano de ações complementares que contempla atividades em grupo (dinâmicas) onde se trabalha com temas relacionados à realidade dos jovens como família, meio ambiente, trabalho, sexualidade, cidadania e dependência química. São realizados dois encontros mensais e é exigida a presença de pelo menos 80 horas anuais nestes encontros, além da obrigatoriedade da freqüência em sala de aula de pelo menos 75% das aulas da rede estadual. O descumprimento destas exigências retira o direito ao benefício, abrindo vaga para outro interessado
 
Motivação
 
Por conta da introdução de outros estímulos, a freqüência saltou de 13 participantes, para 17 em média. Com recursos da própria prefeitura, as responsáveis pelo programa passaram a criar mecanismos que despertasse uma maior motivação. Foram feitos três passeios, um para um parque temático em Águas de Lindóia, outro para a UNICAMP dentro de um programa conhecido como Unicamp de Portas Abertas e aqui mesmo no Instituto de Ensino Superior de Itapira. “Estas ações despertam sentimentos como camaradagem, amizade e chamam a atenção para outra finalidade do projeto, que é a de preparar estes jovens para o mercado de trabalho”, explicou Vanessa.
Érica conta que a taxa de desistência tem sido mínima, mas ainda sim ocorrem defecções causadas pelo descumprimento das normas. “Temos que ser absolutamente isentas com relação ao cumprimento das exigências”, disse a coordenadora do CRAS. Ela e Vanessa tocaram ainda num assunto que pode vir a ser objeto do novo tipo de relação esperado entre a Prefeitura e o governo estadual por conta do tão decantado interesse do Deputado Estadual Barros Munhoz em ajudar a cidade por conta de sua notória influência dentro do governo paulista. Elas defendem uma ampliação do programa. “Vinte jovens numa população estimada em torno de 75 mil habitantes é muito pouco. Acho que existe espaço para que o programa seja ampliado”, defendeu Érica.
 
 
 
Fonte: Da Redação do PCI

Comentários, artigos e outras opiniões de colaboradores e articulistas não refletem necessariamente o pensamento do site, sendo de única e total responsabilidade de seus autores.

Veja Também
Deixe seu Comentário
(não ficará visível no site)
* Máx 250 caracteres

* Todos os campos são de preenchimento obrigatório

752 visitantes online
O Canal de Vídeo do Portal Cidade de Itapira

Classificados
2005-2022 | Portal Cidade de Itapira
® Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste portal sem prévia autorização.
Desenvolvido e mantido por: Softvideo produções